Terça-feira, 25 de setembro de 2018
Dólar R$ 4,08
Euro R$ 4,81
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 6 de setembro de 2018 - 12h00
Vendas de caminhões e implementos crescem em agosto e no acumulado do ano
Dados da Fenabrave mostram alta na comercialização do segmento automotivo como um todo

De acordo com informações da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o setor automotivo registrou um crescimento de 14,91% nos emplacamentos em agosto na comparação com o mês anterior. Foram 352.432 unidades contra as 306.708 de julho. Em relação a agosto de 2017, quando 305.262 unidades foram vendidas, a alta foi de 15,45%.

Considerando somente os caminhões, foram comercializadas, em agosto de 2018, 7.439 unidades, contra 6.666 do mês anterior e 4.821 de agosto de 2017. De janeiro a agosto deste ano foram vendidos 46.444 caminhões, diante dos 30.802 do acumulado dos oito primeiros meses de 2017.

As vendas de implementos rodoviários também apresentaram alta, com 4.805 unidades em agosto deste ano diante dos 4.077 implementos vendidos em julho e dos 2.437 de agosto do ano passado. Além disso, foram vendidas 28.905 unidades nos oito primeiros meses de 2018, contra 15.725 implementos comercializados no mesmo período de 2017.

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o desempenho do setor em agosto reafirma a expectativa de estabilidade do setor para o acumulado ano. Com 23 dias úteis, a média diária de vendas do mês apresentou alta de 9,9% na comparação com a média de julho. “Esse resultado é relevante, pois mesmo com mais dias úteis a média diária foi ainda maior”, destaca o executivo.

No acumulado dos oito primeiros meses de 2018, o crescimento do setor automotivo como um todo foi de 13,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram comercializadas 2.350.661 unidades neste ano, diante dos 2.076.635 veículos emplacados entre janeiro e agosto de 2017.

“Embora o cenário político esteja indefinido, o que nos impede de ter uma visão mais clara sobre seus efeitos na economia nos próximos meses, o mercado tem se comportado da forma esperada”, analisa Assumpção. “A primeira quinzena de agosto já demonstrava um aquecimento nas vendas em comparação com o mês anterior. Esse desempenho positivo tem como pilares a estabilidade dos índices de confiança e da inadimplência no setor da distribuição”, completa.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!