Terça-feira, 25 de setembro de 2018
Dólar R$ 4,08
Euro R$ 4,81
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 10 de setembro de 2018 - 12h38
Volvo entrega caminhões autônomos para coleta de cana
Trata-se da primeira entrega comercial de um caminhão com tecnologia autônoma no mundo

A Volvo entregou ao Grupo Usaçucar, de Maringá (PR), sete unidades de seu caminhão VM com tecnologia autônoma, que serão utilizadas nas operações canavieiras da Usina Santa Terezinha. A precisão de direção do veículo, de 2,5 cm, reduz significativamente as perdas causadas pelo pisoteio de mudas na plantação de cana-de-açúcar.

O Volvo VM autônomo, porém, não elimina o papel do motorista. O caminhão vai circular sozinho apenas em áreas restritas, sem trânsito, dentro das lavouras. Assim, o condutor continua responsável pela direção do veículo até a plantação e também até o ponto de descarga.

Divulgação
Divulgação

De acordo com Alan Holzmann, diretor de Planejamento Estratégico de Produto da Volvo na América Latina, a tecnologia foi concebida justamente para auxiliar no trabalho do motorista, aumentando a precisão, a produtividade e a segurança. “Funciona como num avião comercial: o piloto continua responsável pelas decolagens e pousos, além de monitorar constantemente o voo, mesmo quando o piloto automático está ativado. O motorista continua acompanhando e cuidando de tudo, mesmo quando o sistema autônomo está conduzindo sozinho”, explica.

Já durante as operações de colheita, o veículo é capaz de visualizar de forma virtual as linhas de plantação e seguir sozinho por elas, sem a interferência direta do condutor. Para chegar à precisão de 2,5 cm, o caminhão conta com um sistema de geolocalização que identifica com exatidão o caminho a ser seguido e aciona o sistema de direção.

“Durante a colheita operamos 24 horas por dia, sete dias por semana. À noite temos dificuldade adicional para evitar o pisoteio. Tudo será minimizado com o caminhão de tecnologia autônoma”, afirma Paulo Meneguetti, diretor Financeiro e de Suprimentos do Grupo Usaçucar.

A cada cinco safras potenciais de cana, uma é perdida pelo pisoteamento das mudas pelo caminhão durante a colheita. Com a precisão de direção do Volvo VM autônomo é possível zerar essa perda, aproveitando todo o potencial da lavoura. “Multiplicando isso pelos 350 mil hectares cultivados pelo grupo, a redução de perdas será gigante”, diz Meneguetti.

Divulgação
Divulgação

A tecnologia autônoma está sendo comercializada na forma de prestação de serviço. “Podemos comparar com os serviços de TV a cabo ou internet que temos em casa. Existe um equipamento, mas não pagamos por ele e sim pelo serviço entregue”, afirma Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo na América Latina.

O VM autônomo foi apresentado pela Volvo há cerca de um ano, e a aplicação nas atividades do Grupo Usaçucar representam a entrega comercial das primeiras unidades do veículo. “Dissemos que esse seria o primeiro caminhão com tecnologia autônoma comercialmente viável do mercado. Agora provamos isso com a entrega de um lote de veículos já para a colheita de cana de açúcar de 2018”, destaca Lirmann.

O veículo foi desenvolvido pela área de Engenharia Avançada da companhia no Brasil, com o apoio da matriz na Suécia. O Grupo Volvo está testando diferentes tipos de automação em operações reais ao redor do mundo, como caminhões de mineração na Suécia e de coleta de lixo na Inglaterra, além de protótipos autônomos de ônibus e equipamentos de construção, como carregadeiras e caminhões articulados.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!
Eduardoem 11/09/2018, às 08h20
Qualquer um que sabe o que significa o que é um veículo automo sabe que este projeto não é um deles. Eu diria que é um semi autonomo. Marketing puro.