Quinta-feira, 22 de novembro de 2018
Dólar R$ 3,78
Euro R$ 4,33
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 31 de outubro de 2018 - 11h21
Jungheinrich inaugura filial própria em BH
Companhia aposta no crescimento das vendas de equipamentos elétricos no estado

A Jungheinrich inaugurou, neste mês de outubro, uma filial própria localizada na capital mineira, Belo Horizonte. A fabricante alemã de soluções para movimentação de carga na intralogística já estava presente no estado com equipe própria, mas agora passa a contar com uma estrutura física, gerenciada diretamente pela companhia.

“Nossa mais nova filial brasileira atenderá o mercado mineiro, um dos maiores em vendas de empilhadeiras e transpaleteiras do país”, destaca Vigold Georg, diretor geral da Jungheinrich Brasil. “A companhia sempre acreditou no potencial econômico e de desenvolvimento logístico do estado mineiro, o segundo maior do país. Por isso, investiu em uma unidade própria, com equipe especializada, que vai desde consultores que identificam a necessidade latente do cliente até assistentes operacionais e técnicos extremamente qualificados, prontos para atender o cliente em qualquer emergência.”

Marcio Magalhães, gerente da filial mineira, revela que o estado acompanha as tendências do restante do Brasil, com foco na comercialização de equipamentos alimentados por energia elétrica. “O equipamento movido a chumbo ácido ainda lidera o share na região, mas a vantagem das máquinas com bateria de lítio já é uma realidade que agrada os clientes”, completa.

Divulgação
Divulgação

Para empresas dos segmentos farmacêutico, de alimentos, de bebidas e de produtos tóxicos, por exemplo, as empilhadeiras elétricas contrabalançadas são ideais nas movimentações em ambientes fechados, principalmente por não emitirem gases poluentes, ao contrário das empilhadeiras movidas a gás. “Quando um cliente opta por uma empilhadeira à combustão, é necessário ter um ambiente com ótima circulação de ar.  No caso da empilhadeira elétrica, não é necessário ter essa preocupação”, explica Georg.

“A filial mineira é apenas o primeiro passo da nossa ascensão. Acreditamos que podemos desenvolver muito mais, pois os clientes aprovam a nossa marca e confiam. Isso é um fator motivacional para todos nós. Investimos em um estoque homogêneo, pronto para atender qualquer sazonalidade operacional de qualquer empresa, que vai desde transpaleteiras manuais, elétricas e retráteis até empilhadeiras contrabalançadas elétricas. Além disso, dispomos de um estoque local de peças”, finaliza o diretor.

O Brasil representa cerca de 50% do volume de mercado da Jungheinrich na América Latina. Na região, a fabricante também está presente no Chile, Colômbia, Equador e Peru, e em mais 13 países por meio de oito representantes da marca. No mercado brasileiro, a Jungheinrich trabalha com mais de 600 variações de equipamentos movidos por bateria de chumbo ácido ou lítio, que representam 58% do market share, e combustão, responsável por uma fatia de 42% na comercialização da companhia.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!