Segunda-feira, 10 de dezembro de 2018
Dólar R$ 3,89
Euro R$ 4,44
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 29 de novembro de 2018 - 11h33
DHL lança aplicativo de monitoramento para smartphones
Resilience360 permite o acesso às informações sobre a cadeia de abastecimento em qualquer lugar e em qualquer momento

A DHL apresenta seu mais recente produto na área de gestão de riscos na cadeia de abastecimento, o aplicativo Resilience360 para smartphones, que permite o monitoramento quase em tempo real das diferentes fases do transporte. Ele possibilita às empresas, ainda, acessarem informações sobre a cadeia de abastecimento em qualquer lugar e em qualquer momento, utilizando tecnologias para ajudar a prever, avaliar e atenuar de forma prática eventuais incidentes.

No Brasil, a tecnologia pode ser aplicada para manter a resiliência das cadeias de suprimentos, que estão cada vez mais longas e complexas e sujeitas a quatro categorias principais de riscos: operacional (relativa ao manuseio da carga e processos administrativos), desastres naturais (furacões, incêndios e chuvas torrenciais), transporte (movimentação da carga por via aérea, marítima ou terrestre e suas combinações) e político/social (conflitos, protestos e greves).

No exterior o produto também já é utilizado. O Google aplica a plataforma para auxiliar o fornecimento de infraestrutura técnica e possibilitar o crescimento de seu data center. “O sistema permite-nos dominar melhor as exceções”, afirma o diretor das Operações de Transportes nas Américas, Vivek Syania. Ele completa dizendo que em vez de a companhia reagir a um problema que já ocorreu, agora ela pode tomar decisões sobre expedições antes de entrarem na cadeia ou quando estão em trânsito.

Segundo o DHL Customer Solutions & Innovations e diretor do Resilience360, Tobias Larsson, num mundo cada vez mais conectado tanto as pessoas como as mercadorias estão em constante movimento, tornando a gestão de riscos quase em tempo real uma necessidade. “O app permite ter todo esse poder da previsão na ponta dos dedos”, completa.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!