Segunda-feira, 10 de dezembro de 2018
Dólar R$ 3,89
Euro R$ 4,44
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 7 de dezembro de 2018 - 9h32
Datamar mostra produto e estudo disponíveis em 2019
Novidades ficam por conta da nova versão do DataLiner e do Relatório de Terminais de Contêineres ECSA

A Datamar, consultoria que presta serviço de análise de comércio exterior via modal marítimo, apresentou, na última quarta-feira, 5 de dezembro, suas novidades que estarão disponíveis para o mercado a partir do próximo ano. Os destaques ficam por conta da nova versão do  DataLiner e do Relatório de Terminais de Contêineres ECSA 2019.

O DataLiner é um produto que inclui detalhes de toda as exportações e importações marítimas do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai e apresenta informações de navios, portos armadores, shippers e consignees, além dos volumes que estão sendo movimentados provenientes dos manifestos de carga por meio do acordo que a Datamar possui junto às linhas de navegação.

Segundo o diretor da Datamar, Andrew Lorimer, a novidade do DataLiner, agora, é sua responsividade, uma vez que está disponível em dispositivos móveis – o usuário pode validar as informações e dados “on the go” via smartphone ou tablete –, além de permitir o acesso ao portal via browser. “Não se trata apenas de big data, mas de como utilizar os dados da melhor forma possível. Com o novo produto, as informações que eram compartilhadas 30 dias após o fechamento do mês estarão disponíveis em dez dias, com distribuição de dados parciais com maior frequência”, diz.

Outra novidade consiste em novas informações, como dados por mesoregiões, tipos de frete, cargas perigosas, cargas fora do padrão, quantidade de contêineres reefers desligados e modelos de contêineres disponíveis para utilização. Com isso, conta Lorimer, o número de itens para consulta disponibilizados sobre de 20 para 40.

Estudo

Já o Relatório de Terminais de Contêineres ECSA 2019, produzido em conjunto com consultores internacionais e economistas marítimos, faz uma análise dos terminais de contêineres na Costa Leste da América do Sul, traçando a previsão de demanda e capacidade por região para os próximos dois anos, o planejamento das autoridades portuárias para concessões de terminais, as novas configurações dos serviços dos armadores, as restrições portuárias frente ao aumento do tamanho dos navios, a visão dos terminais sobre a economia e o ambiente de negócios, infraestrutura e equipamentos.

“Trata-se de um relatório independente, que envolve profissionais com vasta experiência em consultoria marítima, para garantir uma avaliação rigorosa de todos os terminais de contêineres no Brasil (22), Argentina (8) e Uruguai (2). O ECSA Container Terminals Report 2019 levantou dados em profundidade, por meio de entrevistas com as autoridades de cada um dos terminais”, afirma Lorimer.

O trabalho tem como público-alvo os portos e terminais, armadores, agências marítimas, agentes de cargas, importadores e exportadores, bancos e investidores, consultorias de gestão, autoridades governamentais, fundos de private equity e universidades.

Notícias relacionadas
Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!