Quinta-feira, 13 de dezembro de 2018 - 9h47
Operações de contêineres aquecidas no Eadi Santo André
Destaque para os segmentos de brinquedos, eletroeletrônicos, informática, têxtil, calçados, materiais esportivos e manufaturados em geral

A Estação Aduaneira Interior (Eadi), localizada na Plataforma Sudeste da Wilson Sons Logística, apresentou um crescimento de 12% na entrada de contêineres dos segmentos de brinquedos, eletroeletrônicos, informática, têxtil, calçados, materiais esportivos e manufaturados em geral. O aumento ocorreu entre julho e outubro deste ano na comparação com igual período de 2017.

O Eadi Santo André atua integrado ao centro de distribuição, concentrando as operações num único local, desde a entrada da mercadoria no Brasil. Localizado próximo a importantes elos logísticos, como o Porto de Santos (SP) e os aeroportos de Guarulhos (SP) e Viracopos, em Campinas (SP), o terminal conta com uma área total de 119.700 m². Em 2018, completou 20 anos e passou por melhorias em sua infraestrutura, por meio de um investimento de R$ 1,5 milhão. A área ocupada do CD foi ampliada de 36 mil m² para 52 mil m², enquanto que o Eadi ganhou uma nova câmara fria, atingindo a área total refrigerada de 1.010 m², com capacidade para 710 posições-palete.

A Wilson Sons Logística faz parte do grupo Wilson Sons, um dos maiores operadores logísticos do país, presente no Brasil há mais de 180 anos. A empresa conta ainda com a Plataforma Nordeste, localizada no município de Ipojuca (PE), a um quilômetro do Porto de Suape, composta por estação aduaneira, centro de distribuição e serviços de transporte. Por meio de suas duas plataformas regionais, oferece soluções de comércio exterior e logística doméstica para os principais segmentos de mercado.