Quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019 - 10h34
B2log começa a utilizar patinetes elétricos e bicicletas nas operações de entrega
Meta é dobrar o número de envios feitos no mesmo dia em que o consumidor compra seu produto na loja virtual

A B2log, startup de logística especializada em e-commerce, começou, neste início do mês de fevereiro, a operar com uma nova modalidade de entrega utilizando patinetes elétricos e bicicletas. A meta com a iniciativa é atender a demanda das regiões da capital paulista com trânsito intenso.

Nesta primeira fase do projeto a empresa investiu R$ 50 mil na aquisição de 20 patinetes e dez bicicletas, ativos aplicados na movimentação de envios de até 1 kg. A expectativa é a de que em média cada entregador realize 70 operações, com as rotas não ultrapassando 3 km.

O CEO e founder, Juca Oliveira, explica outro por que da iniciativa. “85% das nossas frotas são de carros de passeio e, dependendo da região, um entregador pode levar de 40 minutos a 1 hora entre trajetos que poderia fazer em 15 minutos”, afirma. Ainda segundo o executivo, a empresa é pioneira no serviço de entrega com patinete elétrico. “Queremos oferecer praticidades e continuar entregando um serviço de qualidade aos nossos parceiros”, completa.

A estratégia prevê trabalhar com entregadores autônomos que deverão se cadastrar no aplicativo da B2log para receber o itinerário das corridas. A expectativa, calcula Oliveira, é dobrar o número de entregas feitas no mesmo dia em que o consumidor compra seu produto na loja virtual, que hoje representam 20% da demanda. Atualmente, são efetuadas cerca de 3 mil entregas diárias na capital paulista.

Na opinião do CEO, a nova modalidade trará benefícios ainda maiores às empresas de e-commerces, uma vez que aumentará a satisfação dos consumidores finais. Ao todo, a meta é entregar 120 mil pacotes por mês.

A empresa possui em seu portfólio, entre outros, clientes como Dafiti, Netshoes, Decathlon, Ricardo Almeida, Livraria Cultura, Shop2gether, Kanui, Tricae, Rihappy, MyShoes, Emporionaka, Vestem, Trousseau, Longerie, Oqvestir, Mob, Synapcom.

Em 2018, a empresa computou crescimento de 55% em relação ao ano de 2017 e teve um acréscimo de 40% no número de clientes e parceiros. A companhia anuncia que tem planos para operar em até seis estados nos próximos meses e crescer mais 60% em 2019.