Segunda-feira, 11 de março de 2019 - 16h40
BNDES inicia processo de desestatização da Codesa
Empresa é a primeira administradora portuária federal incluída no PPI

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deu início hoje, dia 11 de março, ao processo de desestatização da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa). Assim, ela passa a ser a primeira empresa federal de administração de portos incluída no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

De acordo com informações da Agência BNDES de Notícias, o primeiro passo será a contratação de consultorias técnicas especializadas no setor portuário para realizar os estudos necessários ao processo. O banco será responsável pela proposta da modelagem de desestatização da Codesa em parceria com o Ministério da Infraestrutura e com o PPI.

Reprodução
Reprodução

Segundo o próprio BDNES, a instituição “garante a adequação e a robustez técnica na formação de um modelo adequado, que resulte em contrapartidas para o Estado, modernização do setor e benefícios para os usuários e para a população”.

O edital para a contratação dos estudos está disponível no site do BNDES, e a abertura da sessão pública ocorrerá no dia 2 de abril, às 11 horas, no portal de compras do Governo Federal.