Quinta-feira, 22 de novembro de 2018
Dólar R$ 3,78
Euro R$ 4,33
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 10 de abril de 2013 - 12h40
Guarulhos apresenta investimentos em carga
Terminal contará com aporte de R$ 45 milhões em equipamentos, modernização e otimização do espaço

O Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Guarulhos (SP), esteve presente pela primeira vez na feira Intermodal South America, com o objetivo de apresentar seu plano de investimentos dedicado ao setor de cargas.

Administrado pela Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos – formada pelas empresas Invepar e Airport Company South Africa –, o terminal de cargas (Teca), que representa 32% de toda movimentação aérea nacional e conta com 97 mil m², deve receber, em 2013, um aporte de R$ 45 milhões, dos quais R$ 25 milhões serão direcionados para melhorias na infraestrutura de armazenagem, implantação de uma nova área climatizada, de 2.200 m², e aquisição de 83 empilhadeiras, cinco tratores e também coletores de dados.

Outros R$ 10 milhões serão aplicados na reforma do edifício, que abriga 60 escritórios de companhias aéreas, agentes e despachantes. Os demais R$ 10 milhões serão investidos na modernização de serviços e dos sistemas operacionais utilizados no Teca de Guarulhos.

De acordo com a concessionária, o principal desafio da administração é a ampliação do espaço para armazenamento de mercadorias <<quanto hoje?>>. Atualmente, da área total coberta do Teca, 32% está comprometido (10% por conta de processos judiciais e 22% ocupado por cargas em perdimento – que passaram do prazo de 90 dias para retirada pelo importador). Além disso, o nível atual de ocupação está em torno de 4 t/m², mas pode chegar a 7 t/m². Outro problema está relacionado aos equipamentos de movimentação utilizados no terminal: 50% estão em fase final de vida útil e necessitam de reposição.

A Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos informa que está negociando com representantes das empresas que contam com processos judiciais e também tenta fazer com que a Receita Federal intensifique a realização de leilões para liberar as mercadorias em perdimento. Além disso, a verticalização do armazém deve otimizar o uso do espaço e os equipamentos previstos nos investimentos para 2013 devem contribuir com as operações do Teca.

O terminal é utilizado por 42 empresas, sendo 10 nacionais e 32 internacionais. Com mais de 6 mil clientes cadastrados, o Teca opera, principalmente, produtos dos setores farmacêutico, automotivo, aeronáutico e eletroeletrônico. O segmento de cargas aéreas é responsável, hoje, por 34% de toda a receita do Aeroporto de Guarulhos.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!