Segunda-feira, 15 de outubro de 2012 - 12h19
Megatranz adquire maior viga modular do mundo
Equipamento, fabricado pela empresa alemã Scheuerle, possui capacidade para até mil toneladas

A Megatranz, empresa especializada no transporte de cargas indivisíveis, superpesadas e superdimensionadas, anunciou, no dia 8 de outubro, a aquisição da viga modular STB-1.000, fabricada pela empresa alemã Scheuerle. O equipamento passa a fazer parte do portfólio da Megatranz e fica à disposição do mercado nacional para o transporte de cargas que pesam até mil toneladas.

A STB-1.000 é a viga com a maior capacidade de carga para o transporte rodoviário do mundo. O equipamento pode ser acoplado em carretas modulares hidráulicas convencionais ou auto propelidas, configuradas com até 704 pneus. Dentre as grandes vantagens da utilização da viga, estão a modularidade e a flexibilidade construtiva, que permitem diferentes configurações de montagem para se adaptar tecnicamente à carga.

A STB-1.000 possui duas cabines, uma em cada extremidade da viga, que dispõem da mais alta tecnologia de displays integrados para o monitoramento dos trabalhos, além de controles de comandos operacionais e de segurança. O equipamento é produzido utilizando aço estrutural de ligas especiais de alta resistência, que permite que sua tara fique abaixo das vigas de maior capacidade (até 500 t) existentes no mercado nacional.

“Estamos muito satisfeitos em investir em novos conjuntos transportadores com tecnologia mundial e, dessa forma, proporcionar ao nosso cliente de infraestrutura e à indústria nacional de equipamentos a viabilização logística para novos projetos com equipamentos industriais superpesados”, analisa o diretor de Operações da Megatranz, Renato Zuppardo.

A empresa atua há 13 anos no transporte rodoviário nacional e internacional e também nos segmentos de engenharia e movimentação de módulos com carretas hidráulicas ou por skidagem, load-out, load-in e pesagem de módulos de plataforma para o setor de óleo e gás, transporte marítimo e fluvial de módulos, com balsa oceânica, e içamento de colunas, reatores e vasos de até 2.000 t.