Segunda-feira, 7 de outubro de 2013 - 12h47
DAF produz seu primeiro caminhão no Brasil
Empresa celebra fabricação do modelo XF 105 na planta de Ponta Grossa

A montadora holandesa DAF realizou, no dia 2 de outubro, em Ponta Grossa (PR), uma cerimônia para comemorar a fabricação do primeiro caminhão da marca em sua planta brasileira, localizada no município paranaense.Daf-Planta-Brasil-internaO evento, que contou com as presenças de Mark Piggot e Bob Christensen, respectivamente presidente e vice-presidente executivo do grupo norte-americano Paccar, detentor da DAF, marcou a saída da linha de produção do primeiro extrapesado XF 105 6x4, oferecido ao mercado brasileiro também no modelo 6x2.

De acordo com o presidente da DAF Brasil, Marco Davila, a empresa pretende comercializar, futuramente, outros veículos da marca no mercado nacional. “A estratégia em investir no Brasil está diretamente ligada ao potencial do país, extremamente estratégico para o desenvolvimento da companhia em mercados emergentes. Começaremos com o nosso campeão de vendas na Europa, o XF 105, mas nos preparando para trazer outras famílias de caminhões”, revela o executivo.

A fábrica de Ponta Grossa, primeira da DAF fora da Europa – que apresenta capacidade de fabricação de até 10 mil caminhões por ano e demandou investimentos de US$ 200 milhões – está situada em um terreno de 2,3 milhões de m² a 114 km de Curitiba.

Apesar de já ter celebrado a fabricação do primeiro veículo, as obras da unidade, iniciadas em janeiro de 2012, não estão totalmente finalizadas. O local contará, por exemplo, com um Centro de Distribuição de peças genuínas, que abastecerá as 20 concessionárias com as quais a DAF projeta contar até o final de 2013, espalhadas por todas as regiões do Brasil. Para 2014, a previsão é dobrar esse número. “Nossa meta é conquistar 10% do mercado brasileiro em cinco anos”, conta o diretor Comercial da DAF Brasil, Michael Kuester.

Em setembro, a fábrica iniciou um processo interno de validação chamado Quality Validation, que tem como objetivo testar a eficiência de todos os procedimentos para manter o mesmo padrão de qualidade apresentado pela Paccar em todo o mundo. São avaliados fatores como infraestrutura, segurança, logística e sistemas de tecnologia da informação.

A DAF tem investido também na capacitação dos profissionais que atuam na unidade, com treinamentos práticos e teóricos realizados em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). De acordo com a empresa, os líderes de produção da planta brasileira passaram ainda dois meses em fábricas norte-americanas, holandesas e inglesas da Paccar.

A DAF iniciou suas operações no Brasil com 150 colaboradores, mas a expectativa é dobrar esse número já em 2014 e, em médio prazo, contar com cerca de 500 profissionais. Os veículos fabricados no país apresentam índice de nacionalização acima de 50%, atendendo aos requisitos do Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Finame) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!