Quarta-feira, 20 de julho de 2016 - 14h39
CargoX testa drones para monitorar cargas
Ainda em fase de desenvolvimento, projeto prevê a utilização dos equipamentos para reduzir o índice de roubos nas estradas

A CargoX, empresa baseada na prestação de serviços de transporte sem ativos, que opera com um aplicativo com uma base de 100 mil caminhoneiros autônomos, está testando a utilização de drones para o monitoramento de cargas em São Paulo.

A novidade, chamada de Safety Truck, ainda está em fase de desenvolvimento. Por meio do acionamento de um botão de pânico em situações de emergência, o drone passa a acompanhar o veículo por cerca de cinco horas e envia as imagens captadas direto para a transportadora, para que seja possível tomar providências para recuperar a carga e o caminhão. Além disso, o recurso reconhece paradas não programadas, identificando rotas que não fazem parte do itinerário previsto.

“Queremos antecipar o futuro de segurança do setor rodoviário com o uso dessas tecnologias de última geração, que permitem monitorar e localizar o motorista em tempo real, para que tomemos providências se houver algum imprevisto no trajeto”, afirma Federico Vega, CEO da CargoX. “Com o Safety Truck e outras ações que estamos criando, nosso intuito é projetar o futuro para a logística do país e melhorar as condições nas estradas”, completa o executivo.

A CargoX começou a ser estruturada em meados de 2015. Atualmente, a empresa atende a todas as regiões do país e apresenta um crescimento médio de 57% ao mês. No acumulado do primeiro ano de atuação, a empresa, que se intitula o Uber dos caminhões, espera alcançar um faturamento de cerca de R$ 50 milhões.

Confira abaixo um vídeo produzido pela empresa a respeito do Safety Truck: