Quarta-feira, 18 de janeiro de 2017 - 13h41
Mercedes investe em projeto que utiliza robôs para a entrega de mercadorias
Equipamentos autônomos são transportados por vans junto com a carga e realizam a distribuição dos produtos

A Mercedes-Benz investiu, por meio de sua divisão de vans, 16,5 milhões de euros em uma parceria com a startup Starship Techonolgies, que atua no desenvolvimento de robôs autônomos. A intenção é utilizar os equipamentos em conjunto com o furgão leve Sprinter para operações de entrega de mercadorias.

O projeto coloca o veículo como uma espécie de central móvel de transporte de carga carregando até oito robôs, que realizam a distribuição dos produtos. Segundo a própria montadora, graças a uma interconexão inteligente dos processos de entrega, essa solução desempenhará um papel significativo na eficiência da logística no futuro.

Mercedes“Atualmente, um robô consegue circular em curtas distâncias com energia própria e precisa retornar ao almoxarifado para ser recarregado depois de cada entrega”, analisa Volker Mornhinweg, chefe mundial da Mercedes-Benz Vans. “A apresentação desse conceito, tendo o furgão como central móvel, amplia significativamente o alcance operacional dos robôs, enquanto também dispensa a construção e a operação com alto custo de almoxarifados descentralizados”, explica.

Os primeiros testes estão previstos para acontecer na Europa ainda este ano. Depois disso, o plano é ampliar os testes do conceito em conjunto com um ou vários parceiros logísticos, já em ambientes reais. “Vemos a combinação dessas duas tecnologias como uma oportunidade de dar aos nossos clientes o acesso a serviços e modelos de negócios totalmente novos. Ao mesmo tempo, tornamos o processo de entrega muito mais conveniente para o cliente final”, comenta Mornhinweg.

A iniciativa faz parte da estratégia adVANce da Mercedes, revelada em setembro do ano passado, que visa promover transformações no transporte no segmento de vans. Até 2020 serão investidos cerca de 500 milhões de euros em processos de automação, robótica e soluções inovadoras de mobilidade relativas aos comerciais leves.