Quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017 - 14h20
EasyPost inicia suas operações com terminais no Rio de Janeiro e em São Paulo
Startup viabiliza a retirada de produtos comprados pela internet em equipamentos localizados em pontos estratégicos

A EasyPost iniciou, no último mês de janeiro, suas atividades no segmento de terminais inteligentes para o recebimento de encomendas oriundas do comércio eletrônico. A startup já conta com parcerias com as maiores redes de e-commerce do Brasil e, inicialmente, serão 22 terminais instalados nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, localizados em aeroportos, lojas de conveniência, shoppings e supermercados.

Com um aporte inicial de R$ 18 milhões, a EasyPost nasce com o objetivo de agilizar a distribuição de produtos comprados pela internet, inspirada em um modelo já consagrado na Europa. Com diferentes tamanhos de compartimentos e equipados com tecnologias de última geração, os terminais permitem que o consumidor retire suas encomendas digitando apenas o número do celular e um código recebido via SMS. Cada um possui capacidade para processar 52 encomendas por dia, totalizando 1.092 entregas diárias e 32 mil ao mês.

“As pessoas sempre tiveram que se adaptar ao atual sistema de entregas. Quantas já deixaram de comprar um produto pela internet porque não têm porteiro no prédio ou porque moram em uma área que não tem CEP?”, diz Olegas Orlovas, CEO e fundador da EasyPost. “Agora estamos trazendo um modelo inovador capaz de se adaptar às necessidades do público consumidor. Será uma forma de desafogar os sistemas de entregas de grandes varejistas e ao mesmo tempo oferecer mais praticidade e comodidade aos clientes”, explica o executivo.

EasyPostOs terminais são feitos de aço, pesam mais de uma tonelada e a instalação é feita em menos de um dia. Por serem modulares, podem se adaptar facilmente às necessidades de diferentes públicos e locais e contam com múltiplas possibilidades de formato. Além de exigir o código recebido via SMS pelo cliente, existem ainda câmeras de leitura facial instaladas em locais estratégicos do equipamento. Por meio dos terminais será possível realizar ainda processos de troca e devolução de mercadorias.

Além do recebimento de encomendas feitas no e-commerce, em breve pessoas físicas poderão usar os terminais para enviar e receber correspondências. A ideia é que os equipamentos se tornem cada vez mais multisserviços, otimizando processos de logística reversa, servindo como ponto de distribuição para o varejo e oferecendo aluguéis de roupas e serviços de lavanderia, por exemplo. Os terminais apresentam também um leque de novas possibilidades para estreitar o relacionamento entre as empresas e seus clientes, seja por meio de programas de vantagens, distribuição de brindes ou da análise do comportamento dos consumidores.

A expectativa da EasyPost é crescer 500% somente em 2017 e, ainda este ano, ampliar sua atuação para Belo Horizonte, Curitiba e Brasília. Até 2020, a meta é chegar a 3 mil terminais e 16 mil até 2025, espalhados por todo o Brasil.