Quarta-feira, 23 de janeiro de 2019
Dólar R$ 3,76
Euro R$ 4,28
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 29 de agosto de 2018 - 14h19
Ferrovia Centro-Atlântica contará com 26 novas locomotivas
Ativos mais econômicos e modernos começaram a chegar em março
Divulgação
Divulgação

A VLI está modernizando a frota de locomotivas utilizada na Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). De acordo com a companhia, até abril de 2019 serão adicionadas 26 novas máquinas. A chegada dos ativos ocorre por meio de parcerias com a MRC e a CAT Financial, em contratos de aluguel com opção de compra.

As novas locomotivas vão aumentar a capacidade de escoamento de cargas do agronegócio, da siderurgia e de produtos industrializados para o Porto de Tubarão, no estado do Espírito Santo, e para o Terminal Integrador Portuário Luiz Antonio Mesquita (Tiplam), no Porto de Santos (SP).

“Nos últimos anos temos atuado forte para modernizar a frota de locomotivas da FCA com o objetivo de gerar mais capacidade de atendimento para escoar cargas na ferrovia. Nesses lotes contamos com máquinas modernas e produzidas no país. Iniciativas como essa estimulam a indústria nacional, além de tornar nossas atividades mais sustentáveis e econômicas”, destaca Gustavo Serrão, diretor de Operações Ferroviárias da VLI.

Entre agosto e outubro, 11 locomotivas da fabricante GE vão entrar em operação. As máquinas são do modelo ES43 BB, apresentam potência de 4.300 hp e são 30% mais eficientes que as locomotivas que estão sendo substituídas. Elas possuem tração de corrente alternada, controle de eixo individual e motor diesel Evolution. Cada máquina tem 24,7 metros de comprimento, pesa 196 toneladas e uma composição com duas locomotivas pode tracionar até 82 vagões carregados (o quivalente a cerca de 240 caminhões). Elas irão atender ao fluxo crescente de açúcar entre o Terminal Integrador em Guará (SP) e o Tiplam, no corredor Centro-Sudeste.

As demais 15 locomotivas são do modelo SD70 BB, da fabricante EMD, e vão rodar no corredor Centro-Leste. A rota conecta cargas do agronegócio ao Porto de Tubarão e atende também demandas da siderurgia, entre outros setores. A entrega desse lote começou em março deste ano e terminará em abril de 2019. As máquinas têm 24 metros de comprimento, potência de 4.400 hp, pesam 196 toneladas e uma composição com três locomotivas pode tracionar até 90 vagões carregados (o equivalente a cerca de 270 caminhões).

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!