Terça-feira, 2 de outubro de 2018 - 11h18
Greenbrier Maxion exporta 50 vagões GDN para o Peru
Equipamentos serão utilizados para transportar concentrado de cobre e contam com sistema de freio com dupla ação e revestimento interno resistente à abrasão e baixo coeficiente de atrito

A Greenbrier Maxion companhia sediada em Hortolândia (SP) que desenvolve e produz vagões de carga e truques ferroviários, além de reformar, adaptar e modernizar vagões e seus componentes, anuncia que finalizou, no último mês de setembro, o processo de exportação de 50 unidades do vagão GDN para o Peru.

A previsão é a de que os ativos enviados ao País vizinho entrem em operação nas ferrovias peruanas este mês de outubro. Vale lembrar que a companhia olha com atenção o comércio exterior, com embarques de vagões já realizados para Gabão, Guiné, Venezuela, Congo, Colômbia Argentina e Arábia Saudita.

Os vagões tipo gôndola, que possuem peso bruto máximo de 120 mil kg, tara de 25.400 kg, capacidade para 94.600 kg e volume de 55 m³, serão utilizados para transportar concentrado de cobre. Há diferenciais neste produto. O departamento de engenharia da Greenbrier Maxion desenvolveu para esse equipamento um sistema de freio especial com dupla ação, integrado a um truque de alta performance de duas sapatas por roda, o que garante mais segurança, estando, também, totalmente adaptado às condições operacionais do cliente. Outra novidade técnica desse modelo é o revestimento interno, que possui alta resistência à abrasão e baixo coeficiente de atrito, o que reduz a retenção do produto no vagão durante a descarga, diminuindo o tempo total da operação.

Divulgação

Ao longo de seus 75 de anos de atividades, a Greenbrier Maxion investe a fim de desenvolver e produzir todos os tipos de vagões de carga, atendendo as necessidades de cada cliente por meio de linhas de montagem simultâneas com processos robotizados, robustos e de precisão.

Além disso, o acordo junto às empresas Greenbrier e Amsted Rail possibilita o acesso à tecnologia de ponta e o consequente desenvolvimento de projetos de vagões e truques com desempenho superior para atender todas as ferrovias e seus usuários no Brasil e no exterior, com penetração e atuação global.