Quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 - 10h17
Grupo Elfa e Sanofi iniciam testes para transportar cargas com drones
Ação conta com o apoio da SMX, empresa especializada em desenvolver sistemas aéreos não tripulados

O Grupo Elfa, composto por empresas varejistas e distribuidoras de medicamentos, juntamente com o laboratório farmacêutico Sanofi, está investindo em um modal de transporte que vem revolucionando o mercado logístico: as entregas realizadas por drones. Graças a um acordo firmado junto à SMX, empresa especializada em desenvolver sistemas aéreos não tripulados, o serviço já está em fase de testes.

O diretor de Operações do Grupo Elfa, Igor Spreafico, afirma que investir nessa tecnologia é de extrema importância e será um ganho para todo o país. “Esse novo modal vai trazer mais agilidade e segurança. Entregar o produto íntegro e na temperatura correta, por exemplo, será um dos grandes diferenciais nesse novo sistema”, acredita.

Já o diretor Corporativo do Grupo Elfa, Roger Vallim, ressalta que a empresa possui uma visão de futuro que permite estar sempre à frente de seu tempo, pensando em fazer o melhor não apenas em nível de serviço, mas olhando também para o paciente. “Quando avaliamos o tamanho do Brasil, há lugares com muita dificuldade de acesso, e com essa tecnologia esses locais poderão ser atendidos com rapidez e agilidade. Vidas serão salvas e esse é nosso principal objetivo”, afirma.

Divulgação
Divulgação

Segundo Vallim, há muitos locais em que um carro não chega, e nem mesmo um avião, devido ao custo envolvido. Por isso, destaca ele, a necessidade em investir no desenvolvimento dessa tecnologia surgiu quando a Elfa olhou para a realidade do Brasil e viu que hoje existem muitas dificuldades de acesso em localidades remotas e as grandes cidades estão com congestionamentos cada vez maiores. “O custo com transporte no Brasil está e será cada vez mais alto, portanto a necessidade de promover mais acesso a recursos de saúde se torna necessário para nós na Elfa. Com a entrega por drones teremos mais produtividade, melhora do nível de serviço e redução de custo”, garante.

Spreafico completa dizendo que, além da agilidade, os benefícios serão para o meio ambiente. “Por ser elétrico, o drone não emite gases, o que o torna mais limpo. Para nós, a inovação não tem limite. Temos que pensar no impossível. Somente pensando no impossível é que conseguimos buscar inovações, fazer com que o sonho vire realidade assim como estamos fazendo hoje”, pontua.

A diretora de Supply Chain da Sanofi, Katia Souza, salienta que a iniciativa é mais um passo da companhia no caminho de se tornar referência em inovação. “Colocamos em prática nosso propósito de entregar saúde e conectar pessoas. Por isso, buscamos novas formas de atender as necessidades de nossos clientes e pacientes.”

O fundador da SMX Systems, empresa detentora da tecnologia dos drones, Samuel Salomão, anuncia que os projetos não param por aí e o objetivo é inovar no desenvolvimento de drones com foco no transporte aéreo na área da saúde. “Temos certeza que nos próximos anos essa área se beneficiará muito com o transporte de medicamentos, bolsas de sangue e órgãos. Acreditamos que esse modal ainda salvará muitas vidas”, diz.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!
Fernando Sobralem 31/01/2019, às 08h53
Estou aguardando conhecer uma empresa que está operando com a solução. Uma boa ideia para entrega de e-commerce.
Diego Nonatoem 03/02/2019, às 19h40
Incrível avanço!