Sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019 - 11h23
Sodexo integra soluções financeiras ao sistema de gestão de frota
Meta com a iniciativa é proporcionar mais agilidade ao processo de contabilização das notas fiscais eletrônicas

A Sodexo Benefícios e Incentivos anuncia que realizou a integração do recurso de recolha de notas fiscais ao Wizeo, solução de gestão de frota da Sodexo. Vale lembrar que a solução da empresa recolhe as notas fiscais eletrônicas (NFes) dos abastecimentos realizados com o cartão Wizeo nos estabelecimentos credenciados diretamente no sistema Secretaria da Fazenda, logo após a emissão. Dessa forma, o gestor da frota tem mais eficiência e agilidade no processo de contabilização das NFes que podem ser utilizadas para retenção dos créditos de impostos previstos por lei, como ICMS, PIS e Cofins. A solução, que automatiza o processo de ponta a ponta, elimina a necessidade dos postos de combustível realizarem uploads das NFes na plataforma, gerando economia de tempo e minimizando processos manuais.

Com a inovação, o módulo de recolha de notas do Wizeo já apresenta resultados positivos, recolhendo mais de 95% das notas em menos de 30 dias. Empresas de todos os portes e segmentos podem contratar a solução e se beneficiar dos créditos fiscais ou contabilização das NFes, além de muitos outros serviços exclusivos que fazem parte da oferta Wizeo.

Segundo o diretor de Produtos da Sodexo Benefícios e Incentivos Brasil, Rodrigo Somogyi, a Sodexo está sempre atenta às inovações para levar ainda mais qualidade de vida para as pessoas e organizações de todo o mundo. Nesse sentido, continua, a funcionalidade de recolha de notas do Wizeo, além da economia financeira que pode chegar a 25% com os créditos dos impostos, aumenta a eficiência operacional do negócio e a produtividade dos funcionários, que ganham tempo para desempenhar atividades mais estratégicas. “Vamos manter o foco do cliente para desenvolver novos serviços para o mercado de gestão de frotas de todo o país e consolidar o Wizeo como uma referência neste segmento”, diz.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!