Sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019 - 9h39
Ceva Logistics apresenta resultados preliminares de 2018
Expectativa é reportar crescimento de 5,2% frente ao ano anterior, chegando a US$ 7.356 milhões

A Ceva Logistics anunciou ontem, 7 de fevereiro, os resultados preliminares do exercício encerrado em 31 de dezembro de 2018. O anúncio foi realizado no contexto do lançamento de uma oferta de US$ 825 milhões no valor total do principal empréstimo a prazo garantido B (em inglês, Secured Term Loan B) com vencimento em 2025 em uma transação privada relacionada à provável mudança de controle em função da oferta pública publicada pela CMA CGM em 28 de janeiro de 2019.

Segundo a companhia, 2018 foi um ano de mudanças estruturais, com destaque para a oferta pública inicial da empresa na bolsa de valores da Suíça, seguida de um refinanciamento transformador que a levou a fazer uma revisão geral de sua estrutura antes da IPO, prorrogar os vencimentos e reduzir os custos dos juros. Desde a operação, a Ceva fez ajustes administrativos e organizacionais positivos e continua mais focada em sua estratégia no longo prazo do que no desempenho em curto prazo.

A atividade corporativa continua sendo conduzida de acordo com as expectativas, tanto em gerenciamento de fretes quanto em contratos logísticos, embora acontecimentos não recorrentes tenham impactado significativamente a lucratividade no terceiro e no quarto trimestre do ano. Ao mesmo tempo, o desempenho de novos negócios continuou promissor com uma carteira de clientes e oportunidades com aqueles já existentes em ambos os serviços – gerenciamento de fretes e contratos logísticos –, representando uma consequência positiva da IPO.

A Ceva revela que espera reportar crescimento de receita de aproximadamente 5,2% em 2018 comparado ao ano anterior, chegando a US$ 7.356 milhões em receita comparado a US$ 6.994 milhões em 2017. Em 2018, a receita líquida foi de US$ 3.629 milhões. O crescimento de receita em gerenciamento de fretes está estimado em 7,3%, cerca de US$ 3.507 milhões, ao passo que a previsão de crescimento de receita em contratos logísticos é de 3,3% – aproximadamente US$ 3.848 milhões.

Para 2018, a empresa estima Ebitda Ajustado de US$ 260 milhões, comparado a US$ 260 milhões do ano anterior. Este número inclui US$ 62 milhões que representam a participação de 50% da Ceva na joint venture chinesa Anji Ceva. Vale lembrar que o Ebitda sofreu impacto negativo de vários eventos adversos não recorrentes, como questões envolvendo contratos logísticos na Itália no terceiro trimestre, bem como mudanças nas provisões contábeis no quarto trimestre, que refletiram uma abordagem mais conservadora da administração.

O Ebitda antes de itens específicos e da remuneração baseada em ações foi de US$ 198 milhões, comparado a US$ 230 milhões em 2017. Isto representa uma margem Ebitda de 2,7%, comparado a 3,3% em 2017. O Ebitda de gerenciamento de fretes foi de US$ 93 milhões, registrando aumento de US$ 17 milhões em relação ao ano anterior, e o Ebitda de contratos logísticos foi de 105 milhões, contra 154 milhões em 2017.

Os gastos de capital da Ceva permaneceram estáveis em aproximadamente US$ 109 milhões comparado a US$ 102 milhões no ano anterior. A empresa prevê que a dívida líquida em 31 de dezembro de 2018 seja de aproximadamente US$ 1.190 milhões, redução de 43% quando comparada aos US$ 2.089 milhões em 31 de dezembro de 2017. O capital circulante líquido no balanço patrimonial foi 2,3% da receita no final de 2018.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!