Sexta-feira, 29 de março de 2019 - 11h11
MSC tem novas rotas a partir do Brasil e lança portal de sua subsidiária Medlog
Companhia passa a atender portos do Oriente Médio e da Região do Mediterrâneo a partir do Pecém; plataforma digital permite realizar cotação online

A MSC e sua subsidiária Medlog, parte da divisão de cargas do Grupo MSC, companhia global que atua no setor de transporte e logística, participaram da 25ª edição da Intermodal e apresentaram suas novidades para o mercado, como as novas rotas de transporte transatlântico de frutas, além do novo dispositivo de rastreamento em tempo real de cargas secas.

Com relação ao transporte, a novidade fica por conta do início do atendimento pela MSC, a partir do próximo mês de setembro, aos portos do Oriente Médio e do Mediterrâneo. O Porto do Pecém, localizado próximo a Fortaleza, capital do estado do Ceará, é o principal ponto de carregamento das frutas frescas.

No Brasil, a região de Mossoró é o foco desses dois serviços por compreender uma das maiores plantas de produção de melão do mundo. Com isso, além dos outros serviços oferecidos pela companhia, como os gensets, geradores que mantêm a energia do contêiner refrigerado ativa durante todo o trajeto, é possível chegar ao destino final com as frutas frescas para comercialização.

Divulgação
Divulgação

“Nos destacamos nesse tipo serviço por oferecer mais espaço para o mercado com contêineres reefers capacitados, além de oferecer um tempo de entrega no destino mais rápido. Isso é importante para que o consumidor adquira a mercadoria fresca, pois a fruta em geral é sensível ao transporte e à armazenagem”, explica a gerente sênior de Reefer da MSC Brasil, Erika Jamas.

Já a Medlog apresentou ao mercado seu portal no Brasil. Por meio dele, agora é possível solicitar cotações online e fazer um orçamento customizado de acordo com a necessidade de cada transporte.

Além de sua equipe dedicada e especializada em transporte de frutas, frutos do mar, vegetais e carnes, uma extensa rede ligando portos, a MSC oferece produtos de logística terrestre, como armazenamento de mercadorias, depósito de contêineres e deslocamento rodoviário, ferroviário e fluvial.