Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

A logística reversa é fundamental para a economia circular

Por Marcel Lopes em 3 de abril de 2023 às 10h23 (atualizado em 05/04/2023 às 10h23)
Marcel Lopes

Antes de os refrigeradores estarem em praticamente todos os lares do mundo, era bem comum o serviço de entrega de leite em domicílio, feito por leiteiros que traziam o insumo diretamente da fazenda. Esta entrega era feita em garrafas de vidro retornáveis.

Este hábito era uma forma consistente de preservar materiais e praticar uma economia mais circular, um conceito que associa desenvolvimento econômico a um melhor uso de recursos naturais, por meio de novos modelos de negócios e da otimização nos processos de fabricação com menor dependência de matéria-prima virgem, priorizando insumos mais duráveis, recicláveis e renováveis. Este sistema que utiliza embalagens retornáveis pode ser chamado de logística reversa e ainda está presente em muitos processos de entrega e armazenamento de mercadorias – sejam elas bebidas, alimentos, cosméticos e até carros.

Do ponto de vista logístico, o ciclo de vida de um produto não se encerra com a sua entrega ao cliente. O conceito de logística reversa é mais amplo. Como o próprio nome sugere, consiste em fazer produtos e sobras percorrerem o caminho inverso, indo do consumidor aos produtores. É, por exemplo, a reciclagem de garrafas PET, a recolha de sucatas e outros materiais reaproveitáveis. Mas também pode ser usada em embalagens de carga e contentores.

A logística reversa é importante também no reaproveitamento dos paletes, que na logística são peças de madeira ou plástico, parecidos com estrados. São essenciais e utilizados por diferentes setores da economia para o transporte e a armazenagem da carga em uma empresa. Desde o início de sua utilização, a solução traz ganhos consideráveis na produtividade da indústria, além de reduzir perdas em transporte e estocagem. O descarte é feito incorretamente muitas vezes por falta de informação. Por isso, o recurso da logística reversa é extremamente válido no caso dos paletes.

Mesmo ganhando mais força nos últimos anos no Brasil, essa prática tem mais de trinta anos na Europa. Cada vez mais, as empresas da área de transporte de cargas estão investindo em condições adequadas para aumentar seu desempenho e segurança, atendendo às expectativas do mercado consumidor. Com a utilização de paletes é possível tornar o fluxo de entrada e saída de mercadorias cada vez mais ágil, diminuindo o prazo de entrega e aumentando a qualidade do atendimento prestado. Os benefícios são muitos: tempo de movimentação da carga reduzido; melhor utilização dos espaços; simplificação do controle de inventário; redução nas avarias significativamente; redução nos acidentes de trabalho; e redução no tempo de carregamento e descarga de caminhões.

Por isso, uma parte importante da logística reversa é promover a conscientização de suas vantagens, sendo que a mais importante socialmente é a contribuição para a economia circular e, consequentemente, ao meio ambiente. Sendo assim, os profissionais do setor devem atuar junto a empresas e distribuidores para incentivar o retorno correto às empresas de logística e pooling – modelo de negócio que permite uma logística sustentável por meio do uso e reutilização de paletes. Ações colaborativas, portanto, são fundamentais para que alcancemos mais eficiência no varejo e na indústria, enquanto promovemos uma economia regenerativa.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar