Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

Exportações do Brasil para o Canadá alcançam recorde histórico de US$ 5,7 bilhões em 2023

Relação bilateral registra avanço significativo, impulsionado por diversos setores e parcerias estratégicas entre os países
Por Redação em 30 de janeiro de 2024 às 11h05
Exportações do Brasil para o Canadá alcançam recorde histórico de US$ 5,7 bilhões em 2023

As exportações brasileiras para o Canadá atingiram um marco histórico em 2023, ultrapassando a marca de US$ 5,7 bilhões (FOB), conforme dados revelados pelo estudo Quick Trade Facts da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC). Esse é o segundo ano consecutivo em que as exportações alcançam esse patamar, demonstrando um crescimento consistente nas relações bilaterais.

O volume total de embarques ao Canadá chegou a US$ 5,771 bilhões (FOB) ao longo de 2023, marcando um aumento de 7% em comparação com o ano anterior. Esse avanço não apenas reflete a robustez das transações comerciais, mas também contribuiu para um saldo positivo na balança bilateral, que atingiu US$ 2,386 bilhões (FOB) a favor do Brasil.

Exportações do Brasil para o Canadá alcançam recorde histórico de US$ 5,7 bilhões em 2023

Ronaldo Ramos, presidente da CCBC, destacou que esse crescimento contínuo é fruto de esforços conjuntos para fortalecer os laços comerciais entre os dois países. Ele ressaltou que o Canadá subiu no ranking dos principais destinos das exportações brasileiras, alcançando a 10ª posição em 2023, o que evidencia a crescente importância desse mercado para a economia brasileira.

Paulo de Castro Reis, diretor de Relações Institucionais da CCBC, ressaltou que o Canadá já é um parceiro estratégico em vários setores-chave, como agronegócio, infraestrutura e tecnologia. Ele enfatizou o potencial ainda não explorado nas relações bilaterais.

O estudo também aponta que as importações do Canadá para o Brasil totalizaram US$ 3,38 bilhões (FOB) em 2023, representando uma queda de 34% em comparação com o ano anterior. Esse declínio é atribuído principalmente às mudanças nas compras de adubos e fertilizantes, que tiveram destaque em 2022 devido ao conflito entre Rússia e Ucrânia.

Apesar das oscilações, as exportações brasileiras para o Canadá continuam impulsionando o comércio bilateral, com perspectivas promissoras para o futuro, à medida que ambos os países exploram novas oportunidades e parcerias comerciais.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar