Ibovespa
127.625,84 pts
(-0,03%)
Dólar comercial
R$ 5,60
(0,30%)
Dólar turismo
R$ 5,81
(0,28%)
Euro
R$ 6,10
(0,13%)

Tri-Star comemora um ano de operação do armazém em Guarulhos

Estrutura localizada no aeroporto movimenta por mês, em média, 2.120 toneladas
Por Redação em 6 de setembro de 2022 às 10h12
Tri-Star comemora um ano de operação do armazém em Guarulhos

A Tri-Star informa que seu armazém alfandegado para cargas de exportação no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, acaba de completar um ano de operação. Com uma média de 2.120 toneladas transportadas mensalmente, o total de 25.440 t entre agosto de 2021 e julho de 2022 corresponde, segundo a empresa, a 9% de todas as cargas exportadas no Terminal de Cargas do GRU Airport.

O espaço de mais 5 mil m² é operado junto à GRU Airport e é a extensão ao armazém de exportação de 23 mil m² do Terminal de Cargas (Teca), operado pela GRU. A Tri-Star, que tem entre seus clientes American Airlines, TAP, Azul, Gol, Air Europa e Emirates, afirma que registrou entre as principais mercadorias transportadas frutas, carga seca, autopeças e peixes.

Segundo a Tri-Star, o terminal proporciona agilidade no recebimento de cargas ao reunir todo processo aduaneiro dentro do mesmo local. Com isso, foi possível aumentar em até 35% a capacidade de recebimento de cargas para exportação, além de expandir a área de armazenamento e aumentar a prestação de serviços e paletização.

“Estamos felizes com os resultados obtidos neste primeiro ano de operação e entendemos que é um modelo de operação virtuoso. Os investimentos realizados pela Tri-Star trazem diversos benefícios, desde a expansão da área disponível para exportação até melhorias para as empresas aéreas e os exportadores, como a ampliação nos ambientes de trabalho e de atendimento para as empresas aéreas e um serviço mais dedicado no atendimento ao cliente", afirma o diretor Comercial e de Cargas da GRU Airport, João Pedro Pita.

Já o CEO da Tri-Star, Fernando Bimonti, diz que o acordo é de suma importância para a empresa e que tudo foi possível devido ao apoio total dado pela GRU Airport, à aprovação do alfandegamento pela Receita Federal do Brasil e de todos órgãos anuentes do Aeroporto Internacional de São Paulo, como Anvisa, Vigiagro, Mapa e Ibama.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar