Ibovespa
119.630,44 pts
(0,41%)
Dólar comercial
R$ 5,43
(0,22%)
Dólar turismo
R$ 5,63
(0,04%)
Euro
R$ 5,83
(0,26%)

Colliers apresenta estudo de disponibilidade de áreas pra locação

Pesquisa, realizada no estado de São Paulo, aponta queda de 22,34%
Por Redação em 26 de junho de 2014 às 17h57

A Colliers International Brasil divulgou, neste mês de junho, uma pesquisa que aponta que o mercado de condomínios logísticos no estado de São Paulo fechou o primeiro trimestre deste ano com ligeira queda na taxa de disponibilidade, 22,34% ante 23,85% no mesmo período de 2013.

O estudo também demonstra que São Paulo fechou o período com um inventário de 5,4 milhões de m², sendo que a disponibilidade do estado é de 1,2 milhão de m². Os locais com mais áreas disponíveis são Vale do Paraíba (203.192 mil m²) e Campinas (199.939 mil m²). Já as regiões que possuem menor disponibilidade de área são Osasco e Carapicuíba, que juntas oferecem 7.088 mil m², e Ribeirão Preto, com a oferta de 8.644 mil.

Os preços apresentaram elevação, fechando o trimestre em R$ 21,70 o m². O valor representa um aumento de cerca de 3% em relação ao último trimestre do ano passado. Dentro do estado, as regiões que praticam preços mais altos são a cidade de São Paulo (R$ 27,50), seguida por Osasco e Carapicuíba (R$ 26,50), Barueri (R$ 26), Guarulhos (R$ 24,60) e Embu (R$ 23,70).

Em relação aos inquilinos que optam por condomínios logísticos, o estudo observou que as demandas recentes exigem metragem a partir de 5.000 m² e 40.000 m², sendo que a localização, o preço e a flexibilidade do projeto têm sido fatores decisivos para a escolha de um galpão em condomínio logístico.

 
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar