Ibovespa
119.662,38 pts
(0,08%)
Dólar comercial
R$ 5,38
(0,28%)
Dólar turismo
R$ 5,58
(0,03%)
Euro
R$ 5,76
(-0,05%)

CBL certificada para atuar como Operador Econômico Autorizado

Iniciativa tem como meta agilizar o processo documental das operações de importação e exportação
Por Redação em 18 de janeiro de 2023 às 9h13
CBL certificada para atuar como Operador Econômico Autorizado

A Companhia Brasileira de Logística (CBL), terminal de líquidos do Grupo Interalli que atua no Porto de Paranaguá (PR) informa que foi certificado para operar como Operador Econômico Autorizado (OEA) e passará a integrar o Programa Aduana Brasileira.

A certificação, conduzida pela Receita Federal, integra um programa internacional que permitirá mais agilidade no processo documental de suas operações de importação e exportação, além de maior celeridade e previsibilidade nos processos aduaneiros.

Leia mais: Companhia Brasileira de Logística recebe prêmio Melhores do Ano da Raízen

A certificação é concedida às empresas atuantes na cadeia de comércio exterior, que atendem aos níveis de segurança, conformidade e confiabilidade estabelecidos pelo Programa.

“Para receber o título, a CBL passou por uma avaliação criteriosa, que envolveu todos os setores da companhia”, explica o diretor do Grupo Interalli, Fabricio Fumagalli.

Vantagens

A desburocratização é um diferencial do programa, já que a certificação permite maior praticidade e agilidade nas movimentações internacionais.

Além disso, as empresas certificadas passam a ter vantagens, como a possibilidade de agilizar – ainda durante o trajeto do navio – a tramitação de documentos relacionados à importação de mercadorias, facilitando e adiantando os processos burocráticos. Outro benefício é que os operadores econômicos passam a contar a parametrização imediata das declarações aduaneiras.

Segundo o gerente-geral da CBL, Carlos Camillo Júnior, o título reforça o status da empresa como segura e confiável em suas operações. “Esta certificação é fruto do investimento em pessoas, infraestrutura, gestão de riscos e novas tecnologias. Temos o compromisso de oferecer operações seguras e eficientes, e buscamos sempre as melhores soluções aos nossos clientes, que também poderão usufruir dos benefícios ofertados pela Aduana brasileira com esta certificação.”

Certificações 

A Companhia Brasileira de Logística reforça que também conta com as certificações internacionais ISO 9.001, 14.001 e 45.001, diretrizes que são aplicadas sobre os sistemas de gestão de qualidade, meio ambiente, saúde e segurança no trabalho.

Periodicamente, a empresa garante que recebe auditorias de manutenção e supervisão, garantindo o constante aperfeiçoamento dos processos para a melhoria do sistema de gestão.

“Na prática, as certificações indicam um cuidado constante da CBL com seus clientes internos e externos, respeitando e valorizando ambientes seguros e oferecendo uma prestação de serviço com qualidade, através de processos padronizados e eficientes”, destaca Camillo.

Estrutura

O terminal de líquidos da Companhia Brasileira de Logística trabalha com o recebimento e expedição de derivados de petróleo, biocombustíveis e produtos químicos.

A empresa utiliza o píer público de granéis líquidos do Porto de Paranaguá, em dois berços de atracação. O calado do berço comporta a atracação de navios de até 52 mil m³, com 195 metros de comprimento no berço externo e 190 m de comprimento no berço interno.

Para atender a demanda, a CBL informa que trabalha para ampliar em 60% a capacidade estática. “Hoje temos a capacidade de 100 mil metros cúbicos e a ampliação vai elevar o terminal para uma capacidade de 160 mil metros cúbicos. Maior autonomia para atender os nossos clientes e maior geração de emprego e renda para o litoral paranaense”, pontua Camillo.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar