Ibovespa
124.729,40 pts
(-0,73%)
Dólar comercial
R$ 5,15
(-0,06%)
Dólar turismo
R$ 5,35
(0,08%)
Euro
R$ 5,57
(-0,16%)

VLI anuncia novo conselho de administração com Marcos Pinto Almeida como presidente

Companhia de soluções logísticas tem mudanças na liderança estratégica e na composição acionária
Por Redação em 8 de maio de 2024 às 6h18
VLI anuncia novo conselho de administração com Marcos Pinto Almeida como presidente
Foto: Divulgação/VLI
Foto: Divulgação/VLI

A VLI, empresa especializada em soluções logísticas que atua em ferrovias, portos e terminais, revela a nova formação do seu Conselho de Administração para um mandato de um ano. O órgão estratégico, responsável pelas decisões fundamentais da companhia, agora é composto por dez membros, três a mais que em anos anteriores.

Durante a eleição, Marcos Pinto Almeida, líder de Infraestrutura da Brookfield na América do Sul, foi escolhido como presidente do Conselho de Administração. Com mais de duas décadas de experiência em Finanças, Fusões e Aquisições, Almeida é encarregado pela expansão dos negócios de Infraestrutura da Brookfield. Graduado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui também MBA pela Universidade de São Paulo.

Almeida expressa sua honra em assumir a presidência do Conselho da VLI, destacando a importância da governança corporativa sólida da empresa e o papel crucial dos membros do Conselho na jornada de transformação logística empreendida pela companhia.

Além disso, a VLI anuncia a permanência de Mônica Stefanini Herrero como conselheira independente. Essa posição, estabelecida em maio de 2022, evidencia o compromisso da VLI com práticas de governança exemplares, mesmo não sendo legalmente obrigada a ter membros independentes em seu Conselho de Administração.

A composição acionária da VLI também sofreu alterações com a recente transferência de 10% das ações da Mitsui para a Brookfield, concluída em abril. Com essa transação, a gestora de investimentos canadense se torna a principal acionista da empresa, detendo 36,5% de participação. Em seguida, estão a Vale, com 29,6%; o FI-FGTS, com 15,9%; a Mitsui, com 10%; e o BNDES Participações, com 8%. Essa nova estrutura reflete o dinamismo e a evolução contínua da VLI no cenário logístico nacional.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar