Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

Solfácil investe R$ 100 milhões em novo centro de distribuição em Pernambuco

CD fica localizado no município de Jaboatão dos Guararapes (PE)
Por Redação em 29 de maio de 2023 às 9h31
Solfácil investe R$ 100 milhões em novo centro de distribuição em Pernambuco
Foto: Divulgação/Solfácil
Foto: Divulgação/Solfácil

A Solfácil, empresa de soluções solares, inaugurou um centro de distribuição em Jaboatão dos Guararapes (PE), após um investimento de R$ 100 milhões. De acordo com a empresa, a iniciativa complementa a estratégia de desenvolver uma divisão própria de equipamentos, iniciada com a aquisição da Solar Inove no começo do ano.

A estrutura possui mais de 6.200 m², e será destinada para o armazenamento de todos os equipamentos necessários para atender a necessidade dos parceiros instaladores, como placas, inversores, baterias, sistemas de monitoramento como o Ampera, tanto para projetos com finalidade residencial, comercial, industrial ou agrícola. No total, serão 50 pessoas trabalhando na nova operação, sendo 35 para início imediato e o restante até o final do ano.

A expectativa da empresa é que com a expansão para o Nordeste através do novo CD, seja possível também reduzir os prazos de entrega dos equipamentos na região, passando dos atuais 14 dias para seis dias, em média. Além de estoques otimizados, a Solfácil informou que o CD terá um alto nível de reposição e assistência técnica disponível localmente.

"Quando decidimos investir na Solar Inove, já contávamos com um centro de distribuição em Santa Catarina capaz de atender o país todo, mas que naturalmente oferecia uma entrega mais rápida para a região sul e sudeste do que no restante do Brasil. Na Solfácil sempre atuamos com parceiros em todos os estados e especificamente no Nordeste, temos uma presença forte com mais de 20.000 projetos financiados. Por isso, entendemos que era importante oferecer o mesmo nível de serviço para a região que só seria possível com um centro de distribuição para melhorar os prazos de entrega", comenta Guilherme Borgo, vice-presidente de Distribuição e Serviços da Solfácil.

LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar