Ibovespa
119.662,38 pts
(0,08%)
Dólar comercial
R$ 5,38
(0,28%)
Dólar turismo
R$ 5,58
(0,03%)
Euro
R$ 5,76
(-0,05%)

Totvs lança Índice de Produtividade Tecnológica de Logística

Análise apontou que uma das maiores preocupações ou alvo de esforços dos varejistas brasileiros é a questão do armazenamento
Por Redação em 9 de maio de 2022 às 11h12

A Totvs lançou o Índice de Produtividade Tecnológica (IPT) de Logística, pesquisa encomendada e conduzida pela H2R Pesquisas Avançadas que apontou que uma das maiores preocupações ou alvo de esforços dos varejistas brasileiros é a questão do armazenamento. Apesar disso, demonstra a análise, o setor ainda não explora tudo que a tecnologia oferece para apoiar este tipo de operação.

O Índice de Produtividade Tecnológica (IPT) de Logística avalia o grau de aplicação e aproveitamento tecnológico tanto de prestadores de serviços logísticos, quanto de embarcadores, divididos entre indústrias, varejo, agronegócio e distribuidores. A pesquisa ouviu 740 empresas nacionais e multinacionais, com faturamento igual ou superior a R$ 5 milhões.  

Segundo a empresa, analisando o recorte de varejistas do estudo, que correspondem a 36% dos embarcadores entrevistados, nota-se que 92% possuem um setor voltado à gestão de armazenagem, no entanto apenas 38% possuem um sistema de gestão para essa área da empresa. Por outro lado, o segmento já apresenta um melhor uso de dispositivos móveis na operação (51%) e de sistemas de código de barras / RFID / Beacon (48%), este último inclusive superior à média dos demais embarcadores.

Outro ponto de atenção revelado pela pesquisa é a baixa adoção pelos varejistas de tecnologias voltadas à gestão de transporte – 20% dos entrevistados possuem sistema de gestão de transporte (TMS), apesar de 76% das empresas entrevistadas possuírem um setor voltado à gestão de transporte.

Além disso, a pesquisa também mostrou que os varejistas já adotam soluções voltadas para otimização e roteirização logística (44%) e integração de rastreamento (39%), ainda que ambos os resultados estejam abaixo da média dos embarcadores entrevistados – 70% e 47%, respectivamente.

“A intralogística dos varejistas ainda é um tema que demanda atenção, uma vez que o pedido é feito e precisa ser direcionado para o transporte o quanto antes para chegar a um cliente que requer cada vez mais agilidade. A aplicação de tecnologias capazes de gerir o estoque, modernizá-lo e, consequentemente, aumentar a produtividade é fundamental”, afirma o diretor executivo de Varejo da Totvs, Elói Assis.

Quando questionados sobre os investimentos futuros para os próximos dois anos, destacam-se as soluções de gestão de custo logístico (36%), sistema checklist e gestão de armazenagem (ambos com 35%), as ferramentas de tracking/previsão de entrega (31%) e sistemas de coleta e entrega de mercadorias (30%).

“São intenções que acompanham a necessidade do setor, uma vez que a maior parte dos varejistas são B2C, ou seja, se relacionam diretamente com o consumidor final e precisam oferecer a melhor experiência de compra possível e atingir um alto nível de satisfação entre esses”, reforça o executivo.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar