Ibovespa
124.305,57 pts
(-0,34%)
Dólar comercial
R$ 5,17
(0,27%)
Dólar turismo
R$ 5,37
(0,22%)
Euro
R$ 5,61
(0,64%)

Totvs e H2R Pesquisas Avançadas divulgam Índice de Produtividade Tecnológica de Logística

Estudo aponta que setor está a frente dos demais embarcadores no que diz respeito a investimentos em tecnologia para armazenagem e transporte
Por Redação em 6 de junho de 2022 às 9h15

A Totvs e a H2R Pesquisas Avançadas divulgaram o Índice de Produtividade Tecnológica (IPT) de Logística, panorama sobre o grau de maturidade tecnológica da logística do agronegócio brasileiro.A pesquisa avalia o grau de aplicação e aproveitamento tecnológico tanto de prestadores de serviços logísticos (16%) quanto de embarcadores (84%). Para o estudo foram entrevistadas 740 empresas, entre nacionais e multinacionais, com faturamento igual ou acima de R$5 milhões.  

A análise revela que o setor está a frente dos demais embarcadores no que diz respeito a investimentos em tecnologia para armazenagem e transporte – 54% já possui sistemas de gestão de armazenagem e 32% gestão de transporte, enquanto a média dos embarcadores é de 46% e 26%, respectivamente.

Segundo a análise, as empresas de agro representam 4% dos embarcadores abordados pelo estudo, que entrevistou também representantes da indústria, varejistas e distribuidores. Comparado aos demais, o agro se destaca na adoção de soluções integradas a meios de pagamento –  41%, enquanto a média dos embarcadores é de 30% –  e no gerenciamento de risco – 29%, enquanto os demais apontaram 25%. Outro número de destaque é em relação ao investimento e uso de sistemas de otimização e roteirização logística, que já atinge 53% das empresas de agro entrevistadas.

Entre os sistemas de gestão de armazenagem, as empresas de agro demonstraram adoção de dispositivos móveis na operação (50%), integração com hardware (50%) e uso de código de barras / RFID / Beacon (40%). Quando analisada a aplicação de soluções complementares, 57% utilizam ferramentas de BI (Business Intelligence) e CRM (Customer Relationship Management), dando importância também para ferramentas de Gerenciamento eletrônico de documentos (GED).

Em relação a investimentos futuros na gestão logística, para os próximos dois anos o setor do agronegócio se volta para gestão de custo logístico (47%), ferramentas de planejamento de carga (43%), monitoramento de frota (38%) e sistema de checklist (30%).  

“O agronegócio é uma potência nacional e para tanta produção é necessário investir ainda mais em armazenamento e em transporte, uma vez que a produção precisa ser escoada. Observar o quanto esse setor tem aplicado de tecnologias voltadas à logística revela um cenário promissor de crescimento", afirma a diretora de Produtos de Agroindústria e Logística da Totvs, Angela Gheller.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar