Ibovespa
121.341,13 pts
(0,74%)
Dólar comercial
R$ 5,44
(-0,39%)
Dólar turismo
R$ 5,66
(-0,05%)
Euro
R$ 5,82
(-0,51%)

Colliers divulga dados sobre o mercado paulista de condomínios

Segundo monitoramento da consultoria, absorção bruta foi de 168 mil m²
Por Redação em 6 de junho de 2016 às 14h21

De acordo com um estudo da Colliers International Brasil divulgado recentemente, o mercado de condomínios logísticos classe A do estado de São Paulo fechou o primeiro trimestre do ano com uma absorção bruta de 168 mil m², número considerado positivo, sendo que as cidades de Barueri e Jundiaí se destacaram, com 56 mil m² e 54 mil m², respectivamente.

Em relação à absorção líquida, que mede as áreas absorvidas e as devolvidas, o resultado do período foi de 19 mil m², de acordo o com estudo. A consultoria também fez uma reclassificação do mercado, com um novo mapeamento, que mostrou um aumento no inventário de São Paulo, resultando em 7,2 milhões de m². A cidade de Cajamar possui o maior inventário de São Paulo, com 1,1 milhão de m², e tem uma das menores taxas de disponibilidade, de apenas 11%. A média do estado é de 25%, um pouco acima do número observado no trimestre anterior.

Em relação aos preços médios pedidos para locação em São Paulo, os valores seguem iguais aos praticados no final de 2015: R$ 20 por m² ao mês. A cidade de São Paulo, com R$ 27,00 por m², de Barueri e o Grande ABC, ambas com R$ 23 por m², praticam os preços mais altos do estado, enquanto os mais baixos estão em Ribeirão Preto e no Vale do Paraíba, com R$ 17 por m².

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar