Ibovespa
122.636,96 pts
(1,07%)
Dólar comercial
R$ 5,39
(-0,92%)
Dólar turismo
R$ 5,60
(-1,09%)
Euro
R$ 5,79
(-0,51%)

São Paulo recebe Congresso Brasileiro da Cadeia do Frio, da GCCA

Evento foi realizado no dia 20 de outubro, no hotel Pullman Ibirapuera
Por Redação em 26 de outubro de 2022 às 18h00 (atualizado às 18h02)
São Paulo recebe Congresso Brasileiro da Cadeia do Frio, da GCCA

A Global Cold Chain Alliance Brasil (GCCA Brasil) realizou, no dia 20 de outubro, no hotel Pullman Ibirapuera, em São Paulo, o Congresso Brasileiro da Cadeia do Frio, evento anual voltado para o setor de logística frigorificada que, nesta edição, contou com um total de 112 participantes.

A abertura do congresso foi feita pela diretora regional da GCCA, Isabela Perazza, e o programa educacional do evento foi iniciado pelo vice-presidente da associação, Adam Thocher, que apresentou as novidades institucionais da GCCA e trouxe informações sobre os programas da World Food Logistics Organization, parte da GCCA dedicada a projetos de desenvolvimento de cadeia do frio em regiões menos desenvolvidas.

Em seguida, Fabio Fonseca Filho, CEO da Friozem, fez uma homenagem póstuma a José Roberto de Carvalho Moreira Leite, pioneiro do setor de armazenagem frigorificada no Rio de Janeiro. 

Francisco Carlos Borges de Assis Moura, CEO da IceStar, apresentou detalhes do seu livro A História da Logística Frigorificada Brasileira, cujo lançamento está previsto para o dia 1º de dezembro e que contou com o apoio da GCCA Brasil e de seus associados. 

O evento contou também com a participação especial de Tiago Charão de Oliveira, auditor fiscal federal agropecuário do Ministério da Agricultura, apresentando detalhes sobre o processo de abertura de mercados para exportação. 

Neste ano, o concurso do Líder do Futuro da GCCA foi realizado durante o evento, onde os cinco candidatos fizeram suas apresentações, sendo selecionados três para uma entrevista com os juízes Bruno Vargas, da Iceport, Patrick Pimentel, da Friovale, e Dannieli Moreira Leite, da Cap Logística Frigorificada. O troféu foi entregue a Luis Segura, da SuperFrio, que agora irá competir globalmente no Next Genn Award da GCCA, onde os vencedores de cada região se encontraram. 

O vencedor do prêmio em 2021, Murilo Migliorucci, também da SuperFrio, foi um dos palestrantes a seguir, junto a Marcio Gallo, da Ambev. Ambos falaram sobre a importância da implantação do centro de serviços compartilhados (CSC) para a otimização do backoffice das operações. 

Após o almoço, o tradicional painel dos clientes contou com a presença de Vanduir Borscheid, da Aurora Alimentos, Rafael Barille, da Bacio de Latte, e Joe Powell, da La Basque, que falaram sobre as diferentes realidades das operações com temperatura controlada. Contando com a moderação de Adilson Assunção, da Emergent Cold, os participantes desse painel apresentaram as perspectivas futuras de cada empresa. 

Frederico Barros, diretor do Pátria Investimentos e diretor da SupeFrio, e Rafael Rocha, vice-presidente da Emergent Cold Brasil, apresentaram números sobre a internacionalização e a expansão de ambas as empresas, com as recentes fusões e aquisições, e suas particularidades na América Latina. 

George de Paula Ribeiro, da Cold Change, falou sobre os impactos climáticos que o mundo sofreu nos próximos anos e sobre a necessidade de contínuas pesquisas em alternativas criativas cada vez menos impactantes na refrigeração. Ele apresentou uma solução em refrigeração magnética que vem sendo desenvolvida na França e que pode se tornar uma boa alternativa a longo prazo. 

Durante o simpósio, os participantes tiveram acesso às informações sobre a baixa carga de amônia por expansão direta e outros sistemas de refrigeração, apresentados pelas empresas Guntner e Danfoss, além de cases e boas práticas nos sistemas de armazenagem, apresentado pela Bertolini. 

“Ficamos imensamente felizes em participar desse importante evento da cadeia do frio, que contou com uma programação diferenciada. Consegui trocar muito networking e me atualizar com as inovações do setor e também ficar por dentro dos obstáculos atuais do mercado da logística frigorificada”, afirmou Dannieli, da Cap.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar