Ibovespa
124.171,15 pts
(-0,17%)
Dólar comercial
R$ 5,24
(-0,50%)
Dólar turismo
R$ 5,45
(-0,56%)
Euro
R$ 5,60
(-0,02%)

Maersk encomenda 6 navios movidos a metanol; navios serão entregues a partir de 2026

Após a entrega, as embarcações substituirão a capacidade já existente na frota da empresa
Por Redação em 27 de junho de 2023 às 9h06
Maersk encomenda 6 navios movidos a metanol; navios serão entregues a partir de 2026
Foto: Divulgação/Maersk
Foto: Divulgação/Maersk

A Maersk encomendou a construção de seis navios porta-contêineres de médio porte – todos com motores bicombustíveis capazes de operar com metanol green1. O Yangzijiang Shipbuilding Group será responsável pela construção das seis embarcações de 9.000 TEUs de capacidade, que serão entregues em 2026 e 2027.

"Com esta encomenda, damos mais um passo na transformação verde de nossa frota e em direção à nossa meta de nos tornarmos net-zero em 2040. Como em todos os nossos outros pedidos de navios nos últimos dois anos, esses navios poderão operar com metanol verde", diz Rabab Boulos, Diretor de Infraestrutura da Maersk.

Em 2021, a Maersk encomendou o primeiro navio porta-contêineres habilitado para metanol do mundo, seguindo o compromisso com o princípio de encomendar somente navios novos que possam navegar com combustíveis verdes. Dois anos depois, a carteira global de pedidos está em mais de 100 navios habilitados para metanol.

Com essas novas embarcações encomendadas, a Maersk agora tem 25 embarcações habilitadas para metanol encomendadas. Os navios serão entregues a partir de 2026, com última entrega em março de 2027. Todos eles têm motores bicombustíveis, tornando-os capazes de operar tanto com óleo combustível quanto com metanol.

"Para esses seis navios porta-contêineres, escolhemos um design e dimensões de navio que os tornam muito flexíveis do ponto de vista de implantação. Isso permitirá que essas embarcações preencham muitas funções em nossa rede atual e futura, oferecendo assim a flexibilidade que nossos clientes exigem. Uma vez implantados, eles substituirão a capacidade já existente em nossa frota", diz Rabab Boulos.

De acordo com a empresa, nos próximos meses, o primeiro navio habilitado para metanol, um navio alimentador de 2.100 TEUs, será entregue.

LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar