Ibovespa
131.689,38 pts
(1,61%)
Dólar comercial
R$ 4,93
(-0,97%)
Dólar turismo
R$ 5,14
(-0,90%)
Euro
R$ 5,35
(-1,00%)

CNT e MME discutem problemas causados por aumento do percentual do biodiesel na mistura obrigatória ao diesel

Entidade se reuniu com representantes da pasta nesta terça-feria (22)
Por Redação em 23 de agosto de 2023 às 10h02
CNT e MME discutem problemas causados por aumento do percentual do biodiesel na mistura obrigatória ao diesel
Foto: Divulgação/CNT
Foto: Divulgação/CNT

Representantes da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e do Ministério de Minas e Energia (MME) participaram de uma reunião, nesta terça-feira (22), para discutirem os problemas vividos pelos transportadores com relação ao percentual acima de 10% do biodiesel de base éster no diesel. A confederação propôs a construção de rotas alternativas de descarbonização para o transporte.

Na reunião, a CNT reforçou a solicitação dos integrantes do setor de que haja estudos independentes que assegurem o teor mais favorável da mistura de forma a evitar danos ao meio ambiente e ao funcionamento dos motores movidos pelo combustível.

“A CNT sempre apoiou os biocombustíveis e mantém seu compromisso ambiental por meio de diversas ações de sustentabilidade. Entretanto, temos recebido queixas dos transportadores à medida que os teores de biodiesel no diesel vão evoluindo e causando prejuízos às frotas”, observou o diretor executivo da CNT, Bruno Batista.

Para o diretor, são necessários novos testes para identificar quais seriam os problemas e impactos ao segmento.“Precisamos encontrar uma solução para os problemas constantes relatados pelos transportadores”, defendeu.

O diretor do Departamento de Biocombustíveis, Marlon Arraes Jardim, da Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME, disse que “não podemos ter um setor trabalhando com insegurança”.

LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar