Ibovespa
124.780,74 pts
(-0,44%)
Dólar comercial
R$ 5,26
(1,53%)
Dólar turismo
R$ 5,49
(1,72%)
Euro
R$ 5,59
(1,49%)

Agronegócio e petróleo impulsionam balança comercial e Brasil deve ter maior superávit primário da série histórica

Especialistas preveem que o Brasil encerrará o ano com um superávit comercial que ultrapassará a marca dos US$ 90 bilhões
Por Redação em 20 de setembro de 2023 às 10h18
Agronegócio e petróleo impulsionam balança comercial e Brasil deve ter maior superávit primário da série histórica
Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay

O Itaú BBA anunciou que o agronegócio está desempenhando um papel fundamental nos resultados surpreendentes alcançados pela balança comercial brasileira em 2023. Até o final de agosto, o superávit primário acumulado já atingiu a impressionante marca de US$ 62,4 bilhões, representando um aumento significativo de 43% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Esses números recordes estão sendo impulsionados principalmente pela produção robusta de culturas como soja, milho e celulose.

Os especialistas do Itaú BBA projetam que o Brasil encerrará o ano de 2023 com um superávit comercial que ultrapassará a marca dos US$ 90 bilhões, marcando o maior volume já registrado desde o início das medições em 1989.

O que torna este ciclo notável é que o aumento no superávit comercial não está relacionado ao aumento dos preços das commodities, como em ciclos anteriores, mas sim ao crescimento na quantidade de produtos exportados.

Além disso, o setor de petróleo está desempenhando um papel relevante no equilíbrio das contas. A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) projeta que o Brasil poderá alcançar uma produção de até 4 milhões de barris por dia até o final de 2023, o que contribui significativamente para o saldo positivo das exportações em relação às importações.

Com o agronegócio e a indústria de petróleo impulsionando a balança comercial do país, o Brasil está vivenciando um ano excepcional em termos de superávit, trazendo otimismo para a economia nacional e para os mercados globais.

LEIA MAIS:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar