Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

Concessão rodoviária do Paraná garante investimentos na infraestrutura e reduz pedágios

Estão previstos investimentos de R$ 17,3 bilhões nos próximos 30 anos
Por Redação em 3 de outubro de 2023 às 10h11
Concessão rodoviária do Paraná garante investimentos na infraestrutura e reduz pedágios
Foto: José Fernando Ogura/Arquivo AEN
Foto: José Fernando Ogura/Arquivo AEN

A infraestrutura rodoviária do estado do Paraná no acesso ao litoral e à região do porto de Paranaguá, receberá investimentos na infraestrutura nos próximos anos graças à concessão do lote 2 de rodovias ao consórcio Infraestrutura EPR. A empresa venceu o leilão promovido pelo Governo Federal, através do Ministério dos Transportes e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), na Bolsa de Valores de São Paulo na última sexta-feira (29). Como resultado, os motoristas que utilizarem as três rodovias federais e quatro estaduais pagarão, em média, 40% a menos em pedágios em relação aos valores anteriores.

Com a concessão ao consórcio formado pelas empresas Grupo EPR e Perfin Voyager Fundo de Investimento, estão previstos investimentos de R$ 17,3 bilhões nos próximos 30 anos, dos quais R$ 10,8 bilhões serão destinados a novas obras e R$ 6,5 bilhões a serviços operacionais. Esses investimentos visam aprimorar a infraestrutura viária para atender ao crescente fluxo de transporte de cargas e ao escoamento da produção agrícola na região portuária.

O ministro dos Transportes, Renan Filho, destacou que os dois leilões recentes já injetaram R$ 18 bilhões no Paraná, além dos investimentos em operação. Ele enfatizou que o estado se tornará um dos mais bem preparados do Brasil devido a esse impulso na infraestrutura, aproximando-o do estado de São Paulo em termos de atração de investimentos e negócios.

O contrato de concessão inclui uma série de medidas para melhorar as condições de tráfego, como a adoção de tarifas diferenciadas para pistas simples e duplas, inovações tecnológicas, áreas de escape e iluminação inteligente (LED) em pontos críticos, além de investimentos em paradas de descanso para caminhoneiros, pontos de ônibus e passarelas para pedestres. O lote licitado abrange 27 municípios em dois blocos de rodovias.

Algumas das melhorias previstas com a concessão incluem a recuperação emergencial da sinalização no primeiro ano, a recuperação estrutural das rodovias do segundo ao quinto ano, a duplicação de 350,2 quilômetros de pistas, a construção de ciclovias, faixas adicionais e novas vias marginais, bem como a instalação de obras de arte especiais, como viadutos, passagens e retornos.

A concessão também trará novidades, como descontos para usuários frequentes, desconto básico de tarifa, preços diferenciados para pistas simples e duplas, mecanismos de mitigação de risco de demanda, pontos de parada e descanso para caminhoneiros e melhorias na segurança viária.

A secretária nacional de Transporte Rodoviário, Viviane Esse, ressaltou a importância do lote 2, que liga Curitiba ao porto de Paranaguá e à cidade de Ponta Grossa, destacando essas vias como corredores logísticos cruciais para o estado do Paraná.

As praças de pedágio estarão localizadas em: São José dos Pinhais (BR-277), Carambeí (PR-151), Jaguariaíva (PR-151), Sengés (PR-151), Quatiguá (PR-092) e Jacarezinho (BR-153 e BR-369).


LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar