Ibovespa
120.340,30 pts
(0,59%)
Dólar comercial
R$ 5,44
(0,15%)
Dólar turismo
R$ 5,66
(0,59%)
Euro
R$ 5,85
(0,22%)

Scania lanças versões de motores a biogás para caminhões

Novos motores de 13 litros fornecem potência de 420cavalos e460 cv para aplicação em veículos utilizados em longas distâncias
Por Redação em 7 de outubro de 2022 às 11h44

A Scania anuncia que continua expandindo e aperfeiçoando suas soluções de biogás para caminhões pesados com a apresentação de dois novos motores. O lançamento, reforça a empresa, está alinhado à iniciativa revelada no início deste ano, quando foram apresentadas várias novas soluções de gás.

Os novos motores de 13 litros fornecem potência de 420 cavalaos e 460 cv, atendendo a maior parte da alta demanda de energia do mercado na Europa, incluindo caminhões para longas distâncias. As novidades foram apresentadas durante o Salão Internacional de Veículos Comerciais (IAA). na ocasião, a fabricante também exibiu seu novo trem de força Scania Super, além de expor produtos nas áreas interna e externa do evento.

O interesse pelo biometano, produzido localmente, para caminhões está, segundo a empresa, aumentando rapidamente devido às iniciativas para descarbonizar o transporte rodoviário e abandonar o combustível fóssil. A Scania divulga que o biometano pode reduzir as emissões de CO2 em até 90%, considerando o processo do poço à roda. A combinação de motores potentes e soluções de tanques/cilindros que proporcionam autonomias mais longas do que antes -- tanto no biogás comprimido (do inglês CBG (Compressed Biogas)) quanto no biogás liquefeito (do inglês LBG (Liquefied Biogas)) -- garante a todos os tipos de transportadores a oportunidade de escolher caminhões movidos pelo combustível mais sustentável.

“As combinações de cavalo mecânico e carreta para uso em longa distância, com carga de 40 toneladas, agora podem ter alcances de até 1.400 km com biometano liquefeito em seus tanques. Como as redes de postos de abastecimento disponíveis também estão se expandindo rapidamente, os caminhões com motores a gás representam uma alternativa viável para os clientes que desejam eliminar gradualmente o uso de combustíveis fósseis e reduzir sua pegada de CO2” diz o vice-presidente global sênior e diretor da Divisão de Caminhões da Scania, Stefan Dorski.

A companhia afirma que caminhões equipados com motor a gás são um marco importante da adesão da empresa às suas metas com base na ciência (Science-Based Targets), um compromisso da empresa de reduzir em 20% no geral as emissões de CO2 do uso de seus produtos até 2025, considerando 2015 como base. Segundo a montadora, a eletrificação e a redução do uso de motores a combustão não serão suficientes para atingir suas próprias metas, nem as estipuladas no Acordo de Paris. Portanto, todos os meios disponíveis para atingir esse objetivo devem ser usados.

Os novos motores são baseados no motor a gás de 13 litros que a Scania oferece há anos. Ao aumentar os níveis de potência de seus motores e prepará-los para futuras demandas, a Scania revela que reforça sua intenção de aumentar sua participação de mercado no segmento de caminhões a gás, com foco na sustentabilidade.

“Vemos um grande potencial do biometano em termos comerciais. Com a flexibilidade, a economia operacional total e a gama que podemos oferecer agora, estou convencido de que os clientes vão considerar uma ótima solução. Além disso, os mercados onde o gás antes era um fator marginal estão percebendo como esse combustível se tornou mais atraente nos últimos anos. A operação de caminhões com motores a gás é simples em comparação com outras alternativas e não significa abrir mão de tudo em termos de dirigibilidade, flexibilidade ou conforto do motorista”, afirma Dorski.

Característcias

Os novos motores funcionam com combustão completa tanto do combustível quanto do oxigênio, sem precisar de diesel ou do AdBlue (Arla 32). As velas de ignição dão a partida, como nos motores a gasolina. A pré-mistura do gás ocorre no coletor de admissão, no percurso para os cilindros.

A companhia ressalta que um objetivo importante para os era garantir a melhor dirigibilidade possível, com os motores a diesel Scania Super como referência de desempenho e outras características. Quando comparado a um motor a diesel do mesmo nível de potência, a diferença mais perceptível para um leigo provavelmente seria que o motor a gás é muito mais silencioso.

Os novos modelos a gás de 13 litros podem usar a caixa de câmbio automatizada Scania Opticruise G25, a mais recente lançada pela marca. Dessa forma, o motorista troca as marchas de maneira suave e dirige com conforto, em seleções rápidas e ininterruptas. O torque máximo dos novos motores a gás (veja a tabela abaixo) é muito próximo do diesel e, assim como estes, os propulsores a gás oferecem recursos substanciais de economia de combustível. Os novos motores podem ser adquiridos a partir do terceiro trimestre de 2023.

Novo aplicativo

A Scania também está prestes a lançar um aplicativo dedicado a apoiar diariamente os motoristas em suas tarefas. Ao oferecer esses serviços em um aplicativo exclusivo para condutores, a Scania atende às necessidades específicas destes profissionais de maneira direcionada.

O novo aplicativo Scania Driver funcionará em conjunto com o portal My Scania. A empresa garante que o aplicativo não facilitará apenas a vida dos motoristas, mas também será a resposta às novas e futuras demandas que os caminhões eletrificados trazem, como acompanhar a autonomia e as oportunidades de carregamento das baterias.

“Criamos este aplicativo com base no que aprendemos com o retorno extensivo do motorista e com uma abordagem verdadeiramente centrada no cliente. Isso torna possível que os condutores acessem todas as informações necessárias sobre seus veículos, vejam as sessões de manutenção agendadas e recebam suporte no cálculo do tempo restante de viagem. Isso é sobre tornar suas atividades mais fáceis e gerenciáveis, independentemente se estarão dirigindo um caminhão a diesel ou elétrico”, conta o gerente de produto da Scania Serviços Financeiros, Emil Jungnelius.

Com a conexão entre o Portal My Scania e o aplicativo Scania Driver, a interação dentro das transportadoras também ficará mais fácil e eficiente. Posicionamento, verificações antes de dirigir, tempo restante de viagem e outras tarefas diárias podem ser controladas facilmente quando apoiadas pelas soluções da Scania.

Veículo

Já em junho de 2022, a Scania apresentou a Nova Geração de caminhões BEV (veículos elétricos a bateria). Ao oferecer cabines das linhas R e S com duas saídas de potência e uma gama de distâncias de eixo – cobrindo cavalos mecânicos e chassis rígidos –, o panorama de cobertura de caminhões BEV se tornou muito maior. Os dois diferentes níveis de potência estão disponíveis com até 624 kWh de baterias instaladas, o que significa que um caminhão de 40 toneladas pode alcançar uma autonomia de até 350 km. Juntos, esses números abrem caminho para uma variedade de aplicações para veículos no segmento urbano/regional.

A Nova Geração de caminhões BEV, com emissão zero, nas cabines R ou S, oferece 400 ou 450 kW de potência, suficientes para uma ampla diversidade de aplicações.

“A introdução desses caminhões, em junho de 2022, foi um marco importante para nós e para nossos clientes. Agora podemos oferecer soluções para vários perfis de clientes e aplicações, o que significa que a transformação do ecossistema de transporte em mais sustentável está ganhando velocidade. Temos a variedade de recursos e soluções elétricas que nossos clientes e o setor de transporte desejam” diz o vice-presidente global sênior e chefe de Eletrificação da Scania, Fredrik Allard.

A Nova Geração de caminhões BEV da Scania é baseada em características da marca sueca, como modularidade de produção, sustentabilidade e economia operacional total, com potencial para superar o que se pode esperar de veículos com motores a combustão. A Scania também fez todo o trabalho de digitalização necessário para oferecer soluções completas aos novos caminhões elétricos, com serviços como pagamento, financiamento, carregamento, seguro e planos de manutenção bem preparados.

“Acreditamos que essas adições servirão como plataforma de lançamento para uma transição para todos os tipos de clientes, incluindo aspectos importantes como uma parceria próxima e uma meta de zero emissões. Os clientes que desejam assumir o controle e começar a fazer uma mudança gradual podem agora obter o que precisam do amplo portfólio de soluções da Scania”, afirma Allard.

A próxima geração de caminhões eletrificados da Scania está disponível para ambos modelos rígidos/plataforma e cavalo mecânico e carreta. Os alcances esperados variam de acordo com o peso, a configuração e topografia. Uma combinação de cavalo e carreta 4x2 de 40 toneladas com seis baterias pode atingir até 350 km entre cada carregamento, com base em uma velocidade média de 80 km/h nas rodovias.

Caminhões com rotas fixas também podem se beneficiar do carregamento planejado em seu centro de distribuição e/ou em seu destino regular de entrega. Ter uma oportunidade de carregamento das baterias por dia -- por exemplo, durante o tempo de descanso obrigatório de 45 minutos do motorista (padrão Europa) -- ajudará a apoiar caminhões com um padrão operacional mais flexível, possibilitando que um basculante, por exemplo, circule livremente durante o dia nas áreas metropolitanas (isso se a autonomia de 350 km com que provavelmente comece o dia não for suficiente).

“O portfólio eletrificado da Scania atingiu agora o ponto em que temos ofertas atrativas para muitos clientes diferentes. Temos híbridos para certas aplicações, como um ponto de entrada para a jornada da eletrificação. Com a adição dos dois novos BEVs, podemos oferecer soluções competitivas, incluindo serviços para qualquer modelo entre caminhões de distribuição de 16 toneladas até operações regionais de longas distâncias, e veículos de 64 toneladas transportando madeira. Isso é atraente para os clientes que buscam emissões zero e baixos custos de operação”, reforça Allard.

Os novos caminhões BEV da Scania podem ser encomendados como cavalos mecânicos 4x2 ou chassi rígidos 6x2. A configuração de rodas 4x2 necessitará de uma distância de eixo de 4.150 mm ao transportar seis baterias, sendo beneficiado pela lei do 'Aumento da Dimensão do Veículo', vigente na Europa. Caminhões com peso bruto total de até 64 toneladas, conforme a combinação típica nórdica, podem ser utilizados no chassi rígido 6x2.

A capacidade de carregamento das baterias é de até 375 kW, o que significa que uma hora de carga adiciona cerca de 270 a 300 km de alcance, como regra geral. O nível de potência contínua para um Scania 40 R ou S é de 400 kW (equivalente a 560 cavalos), enquanto um Scania 45 R ou S oferece 450 kW (cerca de 610cv). A nova geração de caminhões eletrificados Scania já pode ser encomendada e a produção vai começar no quarto trimestre de 2023.

“Vemos o crescente interesse e demanda de clientes que desejam enfrentar os desafios globais relacionados às emissões de CO2. A Scania é um parceiro importante para eles, pois temos uma sólida herança em sustentabilidade e soluções completas. E, com o tipo de progresso que vemos em relação ao desenvolvimento de uma infraestrutura de carregamento das baterias, espero receber ainda mais interesse nos próximos anos. Uma grande transição para um ecossistema de transportes rodoviários livres de combustíveis fósseis está em andamento”, pontua Allard.

Novidade

A Scania também apresentou um protótipo para uma estação do Sistema de Carregamento de Megawatts (MCS, do inglês Megawatt Charging System), fornecida pela aliança Charin. O padrão MCS tem o objetivo de permitir o carregamento de alta potência com 1 MW ou mais. Isso torna possível carregar caminhões de longa distância dentro do intervalo obrigatório de 45 minutos de descanso para os motoristas (padrão Europa). O formato ideal para esse sistema de cobrança ainda não foi totalmente decidido. Entre as ambições estão um plugue condutor único com alta segurança. A interface pode ser automatizada com a ajuda de uma posição padronizada do veículo e deve permitir a comunicação V2X bidirecional, ou seja, que permite a conexão para modelos elétricos ou híbridos tanto para se carregar como para enviar a eletricidade de volta à rede e suprir demandas (veículo para rede, etc.).

A disponibilidade das soluções de carregamento CCS (padrão de hoje) e MCS é realmente crucial para os clientes europeus que desejam começar a investir em caminhões BEV em maior escala. A Scania associou-se a vários parceiros globais para oferecer localmente soluções individuais personalizadas. E a Traton, empresa controladora da Scania, formou uma joint venture com a Volvo Group e a Daimler Truck para construir uma rede de infraestrutura de carregamento público para veículos elétricos pesados na Europa.

Pacote de Controle BEV

Os novos caminhões elétricos a bateria (BEVs) trouxeram novas solicitações para os serviços de gerenciamento de frota existentes. O BEV Control Package é uma versão adaptada que atende a essas novas necessidades.

“Todos os tipos de números de desempenho estão em foco aqui, como o consumo de energia, a distância percorrida, o alcance esperado e os avisos de estado de carga. Os serviços de posicionamento de frota se tornam ainda mais importantes com os BEVs, em razão de que o alcance e as oportunidades de recarga são decisivos para o resultado de cada operação”, diz Jungnelius.

A localização de cada caminhão será visualizada em mapas, com atualizações a cada minuto, e todos os caminhões poderão ser vistos da mesma forma. Um recurso de suporte de alcance fará cálculos precisos, eliminando todas as suposições e a ansiedade por alcançar o potencial da operação. O desempenho do caminhão também será facilmente monitorado, uma vez que os relatórios com o histórico de desempenho estarão disponíveis no portal My Scania.

“O BEV Control Package é ideal para aqueles clientes que estão determinados a fazer a transição para soluções de transporte eletrificadas e livres de combustíveis fósseis para atingir suas metas de sustentabilidade. Eles poderão acompanhar detalhadamente a performance de suas frotas e verificar seu desempenho operacional total”, continua Jungnelius.

Clientes com o equipamento certo em seus caminhões – todos os BEVs da Scania, por exemplo –  podem ativar o BEV Control Package imediatamente. Ao fazer isso, eles terão acesso total ao My Scania via internet e no aplicativo do celular.

“O cenário digital está se expandindo como nunca antes se vislumbrou no setor do transporte de cargas. O aumento da concorrência e da maior maturidade digital em nosso mercado são dois dos principais fatores para esta realidade. Estou convencido de que os operadores e transportadores que tirarem o máximo proveito dessas oportunidades sairão vencedores, os ganhos potenciais são significativos e profundos”, pontua Jungnelius.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar