Ibovespa
130.031,58 pts
(0,09%)
Dólar comercial
R$ 4,94
(0,13%)
Dólar turismo
R$ 5,14
(0,12%)
Euro
R$ 5,34
(0,22%)

Mercado argentino registra aumento de 7,6% nas vendas de veículos comerciais pesados em outubro de 2023

IVECO mantém a liderança no comércio dos veículos pesados no país
Por Redação em 4 de dezembro de 2023 às 11h08

Em outubro, o mercado argentino de veículos comerciais pesados apresentou um crescimento de 7,6%, atingindo a marca de 1.228 unidades vendidas. Este número representa um aumento significativo em comparação com as 1.141 unidades registradas no mesmo mês do ano anterior e um aumento de 8,4% em relação às 1.133 unidades comercializadas em setembro.

Os dados do mês indicam que a IVECO consolidou sua liderança, mantendo uma acirrada disputa com a Mercedes-Benz. A marca italiana liderou as vendas consolidadas em outubro, alcançando 459 unidades, seguida pela Mercedes-Benz com 443 unidades, enquanto a Scania ficou em terceiro lugar, registrando 104 unidades. No segmento de modelos, a IVECO manteve sua posição, com o caminhão 170E liderando as vendas em outubro, com 156 unidades, superando o Mercedes-Benz Atego 1729 S, que registrou 68 veículos.

No acumulado do ano, a IVECO e seu modelo 170E permanecem na liderança, com um total de 4.660 veículos vendidos, alcançando uma participação de mercado de 37,7%. Esse desempenho representa um crescimento de 14,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Enquanto isso, a Mercedes-Benz registrou 4.544 unidades vendidas, correspondendo a uma participação de mercado de 36,7%, com uma queda de 9,4% em comparação com o ano anterior.

Dentre as 10 principais marcas, Scania, Agrale, Volkswagen e Volvo experimentaram quedas nas vendas. Destacam-se a Hino, com 248 veículos vendidos e um aumento notável de 350,9%, e a Sinotruk, que ingressou no mercado argentino no ano passado, alcançando a venda de 18 unidades, representando um aumento de 260,0% em relação ao mesmo período de 2022.

Quanto aos modelos, o caminhão 170E da IVECO mantém sua liderança, com 1.478 veículos vendidos, uma participação de 11,9% e uma leve retração de 18,3% em comparação com o ano anterior. Os modelos da Mercedes-Benz ocupam as posições de segundo a quinto lugares, com o leve Accelo 815 (599 unidades), o médio Atego 1729S (593), o médio Atego 1721 (486 unidades) e o leve Accelo 1016, com 446 unidades.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar