Ibovespa
130.031,58 pts
(0,09%)
Dólar comercial
R$ 4,94
(0,13%)
Dólar turismo
R$ 5,14
(0,12%)
Euro
R$ 5,34
(0,22%)

China entra em feriado prolongado para celebrar Ano do Dragão e cadeia logística global é drasticamente afetada

Período festivo e de viagens intensas durante o Festival de Primavera pode impactar produção e distribuição ao redor do mundo
Por Redação em 9 de fevereiro de 2024 às 9h28
China entra em feriado prolongado para celebrar Ano do Dragão e cadeia logística global é drasticamente afetada
Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay

A China inicia um feriado prolongado para marcar a chegada do Ano do Dragão, emendando com as festividades do Festival de Primavera, que se estenderá até o dia 17. Este período, caracterizado por uma movimentação interna massiva de pessoas, não apenas dita o ritmo da atividade econômica do país, mas também afeta significativamente a cadeia logística global.

Autoridades estimam que a "corrida de viagens" (Chunyun), iniciada em 26 de janeiro e com término previsto para o início de março, resultará em aproximadamente 9 bilhões de viagens em todos os meios de transporte. Esse número é três vezes maior do que o observado em 2019, antes da pandemia.

Durante esse período, trabalhadores de grandes cidades retornam às suas províncias de origem, algumas vezes a distâncias de quatro ou cinco dias de viagem, para se reunirem com seus familiares e amigos. Esse fluxo de pessoas, que foi reduzido devido às restrições da Covid-19 nos anos anteriores, representa um aumento significativo em comparação com as 4,73 bilhões de viagens registradas no ano passado.

Logística global sofre
O impacto das viagens se estende bem além das fronteiras chinesas. A maioria das empresas na China interrompe temporariamente suas operações durante o feriado, afetando toda a cadeia de produção e distribuição. Isso resulta em atrasos nas entregas, processamento de pedidos e atendimento ao cliente, além de congestionamentos nos portos devido ao frenético ritmo de produção prévio às paradas.

Normalmente, após o período de férias, as fábricas retomam suas operações, enfrentando uma alta demanda global por seus produtos. No entanto, pode levar semanas, e até mesmo meses, para que as fábricas retornem aos níveis normais de produção e atendam às encomendas acumuladas.

Recomendações e Precauções
Grandes operadores logísticos, como a Maersk, estão aconselhando seus clientes a se prepararem para possíveis interrupções no abastecimento. Recomenda-se fazer pedidos com antecedência e manter estoques adequados para mitigar os impactos do feriado.

Além da China, outros países do Leste Asiático, como Vietnã, Singapura, Malásia, Filipinas, Indonésia e Coreia do Sul, também celebram o Ano Novo Lunar. A alta demanda e a escassez de oferta resultam em taxas de transporte inflacionadas, além de atrasos nos processos de documentação e desembaraço aduaneiro.

A situação é agravada pela escassez de contêineres vazios, que foi intensificada pelos ataques a navios pela milícia Houthi do Iêmen na região do Mar Vermelho.


LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar