Ibovespa
129.418,65 pts
(0,27%)
Dólar comercial
R$ 5,47
(0,83%)
Dólar turismo
R$ 5,67
(0,63%)
Euro
R$ 5,98
(1,10%)

Japão e Chile buscam reforçar cooperação no fornecimento de lítio

Reunião em Tóquio para impulsionar relações estratégicas na mineração
Por Redação em 20 de junho de 2024 às 7h58
Japão e Chile buscam reforçar cooperação no fornecimento de lítio
Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay

Japão e Chile em reunião na sexta feira em Tóquio, discutiram novas maneiras para fortalecer o fornecimento e a cooperação em mineração crítica, focando especialmente no lítio, um componente essencial para as baterias de veículos elétricos.

O ministro japonês de Economia, Comércio e Indústria, Ken Saito, se encontrou com a ministra chilena de Mineração, Aurora Williams, destacando a posição do Chile como líder na produção de lítio e seu papel crucial como fornecedor deste metal ao Japão.

"Enquanto o Chile aspira a um desenvolvimento sustentável e respeitoso ao meio ambiente na extração de lítio, gostaríamos de contribuir utilizando a tecnologia e o conhecimento japoneses", afirmou Saito em declarações para a emissora estatal japonesa NHK.

Williams, por sua vez, enfatizou os abundantes recursos minerais do Chile e expressou o desejo do país latino-americano de estabelecer uma cadeia de suprimentos estável, com a participação ativa de empresas japonesas.

Ambas as partes se comprometeram durante o encontro a fortalecer a cooperação nesta área estratégica, um dia após o encontro de Williams com o vice-ministro das Relações Exteriores japonês, Yasushi Hosaka, onde concordaram em manter uma relação estratégica baseada em valores compartilhados, especialmente nos setores ambiental e mineral.

A viagem asiática de Williams também incluiu um fórum empresarial em Seul, onde se encontrou com o vice-ministro da Indústria sul-coreano, Choi Nam-ho, para discutir as últimas novidades do setor mineral.

Essas iniciativas ocorrem após a apresentação por parte do Chile, no ano passado, de um plano de desenvolvimento para suas reservas de lítio, reafirmando sua posição como líder mundial na produção de cobre, metal de grande interesse para Tóquio e Seul no contexto de seu desenvolvimento tecnológico.

Espera-se que novos acordos no setor mineral entre o Chile e os países asiáticos ocorram em um futuro próximo, fortalecendo assim os laços comerciais e estratégicos na região.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar