Ibovespa
129.020,02 pts
(-0,87%)
Dólar comercial
R$ 4,97
(0,06%)
Dólar turismo
R$ 5,17
(0,14%)
Euro
R$ 5,37
(-0,21%)

Project44 anuncia solução para aumentar visibilidade de terminais oceânicos

Nova função está integrada à plataforma Movement
Por Redação em 15 de março de 2023 às 11h30 (atualizado às 11h32)

A project44 anunciou ao mercado o lançamento de um novo recurso integrado à Movement, sua plataforma de visibilidade para supply chain. A função é conhecida como Ocean Terminal Visibility, que proporciona visibilidade para terminais marítimos.

Em nota, a empresa disse que "a nova ferramenta oferece dados altamente precisos, e em tempo real, sobre o status e a localização dos contêineres em terminais". De acordo com a project44, o upgrade pode melhorar inclusive o planejamento terrestre, minimizar as taxas de demurrage (cobrança de sobrestadia para contêineres parados em terminais) e drayage (transporte rodoviário de contêineres), além de lidar melhor com possíveis atrasos ou interrupções.

"Muitos atrasos na cadeia de suprimentos não acontecem em trânsito, mas em pontos de intercâmbio modal, como portos. O problema é que, muitas vezes, os contêineres entram em uma espécie de 'caixa preta' quando passam pelos terminais. Há pouca transparência, e isso compromete a eficiência. [...] Com a nova função que estamos oferecendo, eliminamos o mistério no status e na localização de cargas. São novos recursos de visibilidade para o transporte marítimo. Uma visibilidade de ponta a ponta de verdade", afirma Jett McCandless, fundador e CEO da project44.

LEIA TAMBÉM: Escoamento de safra pelo Porto de Paranaguá é comprometido após interdições na BR-277

O novo recurso foi lançado durante a TPM23, conferência internacional de transporte e logística de contêineres, realizada em Long Beach, na Califórnia, de 26 de fevereiro a 1º de março. A nova função também permite o monitoramento de eventos de descarga de contêineres, localização precisa e informações sobre o último dia livre. Também apresenta status como retenções, desembaraço alfandegário e disponibilidade para coleta dos envios.

Inicialmente, a tecnologia cobre os terminais marítimos dos Estados Unidos, sendo já utilizada por grandes empresas como a Tailored Brands, mas segundo a empresa pode representar uma oportunidade para facilitar as operações comerciais entre os mercados brasileiro e estadunidense.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar