Ibovespa
129.418,73 pts
(-0,63%)
Dólar comercial
R$ 4,99
(0,80%)
Dólar turismo
R$ 5,18
(0,71%)
Euro
R$ 5,40
(0,80%)

Wilson Sons inicia operação do novo rebocador com tecnologia mais sustentável no Porto do Açu

WS Rosalvo é capaz de reduzir em até 14% emissão de gases de efeito estufa
Por Redação em 4 de maio de 2023 às 9h03
Wilson Sons inicia operação do novo rebocador com tecnologia mais sustentável no Porto do Açu
Foto: Divulgação/Wilson Sons
Foto: Divulgação/Wilson Sons

A Wilson Sons iniciou as operações do seu novo rebocador, o WS Rosalvo, com tecnologia mais sustentável no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). Desde o último dia 27, as novas embarcações já estão em operação.

O novo design hidrodinâmico melhora a eficiência do casco e permite reduzir em até 14% o consumo de combustível e, consequentemente, as emissões de gases de efeito estufa. Os rebocadores são os primeiros, no Brasil, com o padrão Tier III, da Organização Marítima Internacional (IMO), que atesta a redução de pelo menos 70% de óxidos de nitrogênio, contribuindo para a melhoria da qualidade do ar nos portos onde operam.

O WS Rosalvo, da classe RSD 2513, tem notação escort tug e equipamento de combate a incêndio certificado FIFI-1, com vazão de 2.400 m³ de água por hora. Seu design é da Damen Shipyards e possui 24 metros de comprimento e 13 metros de boca (largura). O bollard pull (tração exercida no cabo de manobra) é de mais de 90 toneladas, além de operar avante e a ré com a mesma eficiência.

LEIA TAMBÉM: Tempo de permanência das cargas aumenta em Paranaguá, Vitória e Salvador, aponta relatório

A nova embarcação passa a integrar a frota de 81 rebocadores da companhia. Com a entrega do WS Rosalvo, a Wilson Sons chega à marca de 151 embarcações construídas em seus estaleiros. Todos estes rebocadores foram construídos com recursos do Fundo da Marinha Mercante (FMM), e tiveram como agente financeiro o BNDES.

"O WS Rosalvo demonstra a relevância da inovação e da sustentabilidade para a Wilson Sons, reafirmando o pioneirismo da companhia, no mercado brasileiro, com projetos modernos na construção e operação dos novos rebocadores, cada vez mais necessários diante de uma demanda crescente nos portos por embarcações mais potentes para atender grandes navios de maneira mais sustentável", afirma Márcio Castro, diretor-executivo de Rebocadores da Wilson Sons.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar