Ibovespa
129.200,70 pts
(0,09%)
Dólar comercial
R$ 5,48
(0,87%)
Dólar turismo
R$ 5,67
(0,64%)
Euro
R$ 5,99
(1,12%)

Operadores logísticos contratam 20 mil colaboradores e planejam novas vagas em 2024, diz Abol

Setor de logística aposta em expansão de empregos e destaca desafios na atração de talentos
Por Redação em 14 de junho de 2024 às 7h12
Operadores logísticos contratam 20 mil colaboradores e planejam novas vagas em 2024, diz Abol
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os 32 maiores operadores logísticos (OLs) do Brasil, membros da Associação Brasileira dos Operadores Logísticos (Abol), contrataram aproximadamente 20 mil novos colaboradores em 2023. De acordo com um levantamento anual da Abol, o perfil das contratações mudou em 87,5% das empresas, com uma menor ênfase em vagas temporárias. Para 2024, 85,7% das empresas planejam abrir novas vagas, desde que a desoneração da folha de pagamentos seja garantida pelo acordo entre o Executivo Federal, Congresso Nacional e setores econômicos.

A proposta prevê uma reoneração gradual a partir de 2025, com aumento de 5% ao ano até 2028, atingindo 20%. Sem essa garantia, novas vagas não seriam abertas e algumas empresas poderiam precisar demitir, impactando a qualidade e rapidez dos serviços logísticos.

O setor de transportes gerou 106.683 empregos de janeiro a novembro de 2023, conforme o Boletim de Conjuntura Econômica da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) registraram 70,5 mil vagas no Transporte Rodoviário de Cargas. No total de empregos gerados, o setor de serviços, incluindo transporte, armazenagem e correios, obteve um saldo positivo de 886.256 vagas, representando 60% dos empregos formais do período.

Do total de contratações pelos OLs em 2023, 71,4% foram para a área operacional, seguidas pelos setores administrativo, logístico e intralogístico. O estudo também avaliou o regime de trabalho, com 64,3% das empresas adotando o modelo híbrido, exceto na área operacional. O restante está totalmente presencial.

Apesar do cenário otimista, os OLs enfrentam desafios na contratação, como atração de talentos, competitividade regional, qualificação técnica, flexibilidade de horário e alinhamento cultural. A pesquisa revelou que 45% dos entrevistados enfrentam dificuldades na contratação de mão de obra especializada.

O relatório “Tendências de Gestão de Pessoas” do Ecossistema Great People & GPTW indica que 51,6% do mercado de trabalho tem dificuldade em lidar com diferentes gerações, especialmente a Geração Z. Os OLs destacaram que os “nativos digitais” apresentam desafios na interação pessoal e procuram ambientes de trabalho mais descontraídos, com benefícios diferentes e oportunidades de rápido crescimento.

A pesquisa também mostrou que 92,9% dos OLs têm mais de 10 mulheres em cargos de liderança, principalmente na gerência. A contratação de estagiários é comum, com 78,6% dos OLs admitindo até dez estudantes em 2023, 14,3% entre 10 e 20, e 7,1% mais de 20.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar