Ibovespa
126.134,58 pts
(-0,23%)
Dólar comercial
R$ 5,64
(-0,23%)
Dólar turismo
R$ 5,86
(-0,16%)
Euro
R$ 6,13
(-0,10%)

Foton inicia montagem de caminhões em nova linha na cidade de Guaíba

Estrutura, com capacidade para produzir até 100 veículos por dia, fica próxima à área onde a montadora irá construir sua fábrica
Por Redação em 17 de abril de 2020 às 11h18

A Foton anuncia que está pronta e ativa sua linha de montagem estruturada no município de Guaíba (RS). Localizada nas instalações da Gefco, ao lado da área onde a montadora irá construir sua fábrica no Brasil, a estrutura irá funcionar até a conclusão das obras da nova planta produtiva da marca chinesa na cidade gaúcha. A linha instalada no novo galpão industrial foi projetada para que até o final do ano tenha capacidade de produzir até 100 veículos por mês.

Até o ano passado, a Foton produzia seus caminhões em um espaço alugado na fábrica da Agrale, em Caxias do Sul (RS). “Como agora contamos com aporte de capital da matriz na China, entendemos ser o momento adequado para produzir próximo ao local onde teremos fábrica própria”, explica o diretor Industrial da Foton do Brasil, Leandro Gedanken.

Foton inicia montagem de caminhões em nova linha na cidade de Guaíba

Para atender a necessidade de produção local da Foton no país, a Gefco já está investindo e iniciou a construção de um pavilhão industrial também em Guaíba que será finalizado no final deste ano. Enquanto isso, para atender a demanda de mercado da Foton, a montagem dos caminhões está sendo realizada em outro imóvel, onde foi produzido o primeiro caminhão, um modelo leve da família Minitruck com capacidade para 3,5 toneladas.

De acordo com Gedanken, a produção dos caminhões da marca em Guaíba ajudará também a desenvolver de maneira mais eficiente os fornecedores locais. O executivo conta ainda que a empresa chinesa criou uma trading em Guaíba, com 100% de capital estrangeiro, que irá importar componentes da China e complementar com peças nacionais.

O diretor Industrial lembra que momentaneamente a produção em Guaíba vai acompanhar o ritmo do mercado nacional que, por conta da pandemia da Covid-19, demanda baixo volume. “Estruturamos uma linha enxuta, mas altamente produtiva e flexível para ser capaz de responder prontamente a aumentos de demanda”, garante.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar