Ibovespa
125.333,89 pts
(-0,49%)
Dólar comercial
R$ 5,19
(1,24%)
Dólar turismo
R$ 5,39
(1,04%)
Euro
R$ 5,51
(1,12%)

JSL registra crescimento de 23% na receita bruta entre agosto e outubro de 2023

Lucro líquido ajustado R$ 58 milhões no 3T23, alta de 37,6%
Por Redação em 14 de novembro de 2023 às 12h08
JSL registra crescimento de 23% na receita bruta entre agosto e outubro de 2023
Foto: Divulgação/JSL
Foto: Divulgação/JSL

A JSL anunciou um crescimento de 23% na receita bruta durante o período de agosto a outubro de 2023, em comparação com o primeiro trimestre de 2022. Esse aumento significativo totalizou R$ 2,4 bilhões. No trimestre em questão, a receita líquida de serviços da JSL atingiu a marca de R$ 1,9 bilhão, representando um aumento de 23,7% em comparação ao ano anterior. O lucro líquido ajustado para o mesmo período foi de R$ 58 milhões.

O destaque do trimestre foi o recorde do Ebitda da JSL, alcançando R$ 393 milhões, o que representa um aumento de 31,5% em relação ao terceiro trimestre de 2022. A margem Ebitda também teve um crescimento notável, atingindo 20,2%, uma expansão de 1,2 ponto percentual em comparação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, o Ebitda cresceu 37,5%, alcançando R$ 1,1 bilhão, enquanto a receita líquida de serviços somou R$ 5,4 bilhões.

Ramon Alcaraz, CEO da JSL, enfatizou o foco contínuo da empresa na rentabilidade e na manutenção da qualidade dos serviços. "Nestes três anos desde o IPO da JSL, construímos um modelo de negócios com consistência no ritmo de crescimento, escala e absoluto foco em entender e prever as necessidades dos nossos clientes para atendê-los de forma dedicada, única e que gere valor para cada um deles."

Três anos após o IPO: Crescimento expressivo e consistência nos negócios
Nos últimos três anos, a JSL apresentou um crescimento de 190% no faturamento e 210% no EBITDA. O retorno sobre o capital investido (ROIC) expandiu em 8,4 pontos percentuais nos últimos 12 meses, considerando os dados da IC Transportes e da FSJ Logística, ambas adquiridas em 2023.

Guilherme Sampaio, CFO da JSL, destacou a solidez financeira da empresa. "A JSL já é uma empresa com faturamento de R$ 9,6 bilhões e R$ 1,7 bilhão de EBITDA. Neste período, adquirimos oito empresas que vieram somar ao nosso portfólio e investimos mais de R$ 2,8 bilhões em ativos (Capex líquido) como parte de novos contratos celebrados com nossos clientes e para suportar o crescimento das empresas adquiridas."

Diversificação de setores e clientes
A JSL destaca-se como a única empresa no Brasil com presença em toda a cadeia logística de seus clientes. Ramon Alcaraz ressaltou a diversificação de setores, incluindo Alimentos e Bebidas, Automotivo, Papel e Celulose, e Agronegócio, que representa agora 10% da receita.

A recente aquisição da FSJ Logística, especializada em transporte rodoviário de cargas fechadas, e a contínua integração com a IC, focada em transporte especializado de gases, grãos e combustíveis, demonstram a estratégia da empresa em expandir seu alcance e capturar sinergias.

A JSL, mantendo sua agenda de crescimento orgânico, fechou contratos no valor de R$ 910,4 milhões no terceiro trimestre de 2023, totalizando R$ 2,5 bilhões nos nove meses do ano. A empresa continua a diversificação em diferentes setores, com destaque para papel e celulose, automotivo e alimentos e bebidas.


LEIA TAMBÉM:

Tags mercado jsl
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar