Ibovespa
125.148,07 pts
(-0,34%)
Dólar comercial
R$ 5,13
(-0,74%)
Dólar turismo
R$ 5,34
(-0,93%)
Euro
R$ 5,49
(-0,27%)

Ministro da SEP visita obras no Guarujá

Cristino vistoria a nova perimetral, empreendimento que tem como objetivo eliminar o cruzamento em nível do atual sistema rodoferroviário
Por Redação em 5 de outubro de 2011 às 15h54

O ministro da Secretaria Especial de Portos (SEP), Leônidas Cristino, realizou hoje, dia 5 de outubro, em companhia com a Prefeita do Guarujá (SP), Maria Antonieta de Brito, uma visita técnica às obras de implantação da avenida Perimetral no município. O empreendimento, que conta com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), está orçado em R$ 51 milhões e deve ser concluído até janeiro de 2013.

A primeira fase começa com a cravação das estacas para construção de dois viadutos justapostos, para acesso e saída da área portuária. O viaduto de acesso ao porto direciona o fluxo até uma rotatória que o distribui nos terminais portuários e o de saída recebe os fluxos procedentes do viário já existente e os veículos que deixam os pátios da Santos Brasil, Localfrio, Termag e TGG. O viaduto de entrada contará com três faixas de rolagem e o de saída com duas faixas, ambos com recuos e defensas laterais. As estruturas serão executadas em vigas pré-moldadas apoiadas em travessas, pilares e blocos de concreto sobre estacas metálicas cravadas nos solos.

O local

O Sistema Viário da Margem Esquerda do Porto é um corredor estabelecido ao longo do perímetro portuário na região entre as instalações do terminal para contêineres da Santos Brasil e a Dow Química, numa extensão de, aproximadamente, 2,5 km. A construção da nova perimetral tem como objetivo reordenar esse sistema, otimizando o fluxo de caminhões na área portuária. O empreendimento vai, ainda, racionalizar e dar fluidez ao tráfego de veículos em trânsito pela região. Isso porque, com a implantação do novo circuito de acesso e saída – construção dos dois viadutos – elimina-se um dos principais gargalos na região, o cruzamento em nível do atual sistema rodoferroviário.

O empreendimento foi iniciado com a emissão da Ordem de Serviço, em 6 de julho, e com os trabalhos de remanejamento do estacionamento rotativo de caminhões, para instalação do canteiro de obra, serviços de topografia, limpeza do terreno, transporte de materiais e início da terraplanagem. A obra envolverá frentes de serviços abrangendo drenagem, pavimentação, obras de arte especiais (viadutos), iluminação, sinalização viária e semafórica, além de paisagismo.

A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), com apoio da prefeitura de Guarujá, já cuida do material de divulgação que informará a população sobre as alterações viárias e as opções de tráfego sugeridas.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar