Ibovespa
125.946,09 pts
(-1,14%)
Dólar comercial
R$ 5,12
(0,61%)
Dólar turismo
R$ 5,34
(0,76%)
Euro
R$ 5,45
(-0,23%)

GRU Cargo movimenta 43 mil toneladas de carga no 1o bimestre do ano

Os volumes movimentados pelos Correios e as cargas domésticas não estão incluídos no levantamento
Por Redação em 17 de março de 2023 às 13h15
GRU Cargo movimenta 43 mil toneladas de carga no 1o bimestre do ano

A GRU Airport, concessionária que administra o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, registrou a movimentação de 43 mil toneladas de cargas no primeiro bimestre de 2023. Deste total, cerca de 21 mil toneladas representam itens importados, sendo 206,9 toneladas de cargas processadas por meio dos armazéns couriers. Já a exportação totalizou 21,9 mil toneladas movimentadas, sendo 299,6 toneladas processadas nos armazéns de couriers.

No mês de janeiro, foi registrado a movimentação de 20,6 mil toneladas de carga, desse total cerca de 10,6 mil toneladas referem-se às importações, sendo 104,8 toneladas de cargas processadas através das importações nos armazéns couriers. Já a exportação totalizou 9,9 mil toneladas movimentadas, sendo 145 toneladas processadas no armazéns de couriers.

Em fevereiro, o volume registrado foi de 22,4 mil toneladas de carga. Desse total, aproximadamente 10,4 mil toneladas referem-se às importações, sendo 102,1 toneladas de cargas processadas por meio das importações nos armazéns couriers. A exportação totalizou 12,0 mil toneladas movimentadas, sendo 154,6 toneladas processadas nos armazéns de couriers.

LEIA TAMBÉM: GRU Airport anuncia expansão de armazéns de cargas e serviço de Transshipment exclusivo

De acordo com a concessionária, os volumes movimentados pelos Correios e as cargas domésticas não estão incluídos no levantamento. Entre os produtos mais transportados no período estão os itens do segmento automotivo, fármaco, maquinário, e eletrônico com respectivamente 32%, 23%, 15% e 8% do Market share das cargas nacionalizadas processadas no mês de fevereiro no Terminal de Cargas da GRU Airport. 

Já nas cargas importadas, o TECA GRU foi responsável por 42% de toda importação via aérea realizada no país, enquanto as exportações totalizaram em novembro 53% da movimentação, consolidando o aeroporto como principal terminal logístico em termos de volume movimentado no Brasil, segundo a Comex Stat.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar