Ibovespa
126.589,84 pts
(-0,99%)
Dólar comercial
R$ 5,59
(0,29%)
Dólar turismo
R$ 5,80
(0,40%)
Euro
R$ 6,06
(-0,06%)

Porto de Santos registra recorde na movimentação de contêineres

Em setembro, terminal operacionalizou 486.300 TEUs, 20,7% acima quando comparado ao mesmo mês de 2021
Por Redação em 7 de novembro de 2022 às 11h18
Porto de Santos registra recorde na movimentação de contêineres

O Porto de Santos (SP) informa que a movimentação de contêineres em setembro destacou-se com um crescimento de 2 dígitos, atingindo o patamar de 486.300 TEUs, 20,7% acima de setembro do ano anterior e se tornando o novo recorde histórico mensal, 6,5% maior que a marca histórica anterior (agosto/2022). No acumulado do ano, o crescimento chegou a 4,9%, somando 3,7 milhões de TEUs, consolidando como a melhor marca para esse período.

A movimentação total de cargas no mês totalizou 13,6 milhões de toneladas, ficando 14,9% acima do mesmo período de 2021. De acordo com o porto, essa foi a maior marca mensal para o mês de setembro. O aumento verificado elevou o movimento acumulado no ano para 123,7 milhões de t, crescimento de 9,6% sobre o mesmo período do ano passado, mantendo-se em um patamar recorde para o acumulado do ano. Com isso, a expectativa é ultrapassar o recorde anual do total do ano passado – 147 milhões de. 

As exportações, no mês de setembro, somaram 9,7 milhões de t, crescimento de 24% sobre os embarques realizados no mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano esse fluxo de carga atingiu 90 milhões de t, aumento de 12,4% sobre o mesmo período de 2021.  

As importações totalizaram 3,8 milhões de t, ficando 2,8% abaixo de setembro do ano passado. Já as descargas acumuladas no ano somaram 33,6 milhões de t, ficando 2,8% acima do apurado de janeiro a setembro do ano passado.  

O movimento de granéis sólidos somou 6,3 milhões de t, alta de 17,3% sobre o mesmo mês do ano passado. Os embarques de milho, com 2,1 milhões de t (83,7%); farelo de soja, com 742.700 t  (44,2%); e soja em grãos, com 586 mil t +91,3%) foram os destaques nesse segmento de cargas. No acumulado do ano a soja em grãos atingiu 24,3 milhões de t (11,0%); o farelo de soja somou 6,9 milhões de t (33,2%) e o milho 8,5 milhões de t (79,4%). As descargas de fertilizantes somaram no mês 635.300 t, redução de 27,1%, enquanto no acumulado do ano apresentou crescimento de 6,7%, somando 6,1 milhões de t.

Os granéis líquidos apresentaram ligeira queda de 0,9% na movimentação mensal, totalizando 1,6 milhão de t. Já no acumulado do ano, mostra alta de 3,2%, atingindo 14,2 milhões de t, a melhor marca para o período, resultante do bom desempenho das operações de óleo diesel e gasóleo (23,9%), óleo combustível (18,9%), sucos cítricos (13,5%), soda cáustica (8%), gasolina (6,6%) e álcool (4,9%).  

A carga geral solta atingiu 696 mil t no mês, alta de 37,3%, devido, principalmente, aos embarques de celulose (29,6%). No acumulado do ano esse segmento soma 7,3 milhões de t, crescimento de 49%, melhor marca para o período, sobressaindo-se a celulose (43,7%), ferro e aço (8,6%) e veículos (3,3%).

A movimentação de navios no ano acumula 3.899 embarcações, 6,9% acima do ano anterior (3.646).  

Corrente comercial          

A participação acumulada do Porto de Santos na corrente comercial brasileira foi de 28,9% (US$ 132,8 bilhões – FOB). Cerca de 30,5% das transações comerciais nacionais com o exterior que passaram pelo complexo portuário tiveram a China como país parceiro (US$ 40,58 bilhões – FOB). São Paulo é o estado com maior participação (53,8%) nas transações comerciais com o exterior através do Porto de Santos, atingindo US$ 71,54 bilhões (FOB).

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar