Ibovespa
125.333,89 pts
(-0,49%)
Dólar comercial
R$ 5,19
(1,24%)
Dólar turismo
R$ 5,39
(1,04%)
Euro
R$ 5,51
(1,12%)

Terminal de Contêineres de Paranaguá recebe o maior porta-contêineres de sua história

Com capacidade para transportar 175,9 mil toneladas, embarcação traz maior potencial de escoamento para o terminal
Por Redação em 2 de abril de 2024 às 11h40
Terminal de Contêineres de Paranaguá recebe o maior porta-contêineres de sua história
Foto: Divulgação / Terminal de Contêineres de Paranaguás (TCP)
Foto: Divulgação / Terminal de Contêineres de Paranaguás (TCP)

A empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) recebeu neste domingo o porta-contêineres MSC C. Montaine, do armador Mediterranean Shipping Company. Construído em 2023, a embarcação possui um comprimento total de 366 metros (LOA), 51 metros de largura (boca), e capacidade para transportar 175,9 mil toneladas ou 15.413 TEUs (medida para 20 pés de comprimento de contêiner), sendo este o maior navio a atracar no Terminal. Vindo dos Estados Unidos, o navio seguiu viagem para o continente asiático no fim da tarde desta segunda-feira, primeiro de abril.

A gerente comercial de armadores da TCP, Carolina Merkle Brown, destacou a importância deste evento como um novo marco para o Terminal. "Os porta-contêineres com 366 metros são os maiores a operar em Paranaguá, e este é o terceiro que nosso cais recebe em 2024. Isso está alinhado a um dos pilares de nossa estratégia, que é atuar como um hub portuário para os armadores, centralizando suas operações de maneira segura e eficiente em nosso porto".

Também com 366 metros de comprimento, as embarcações irmãs MSC Natasha XIII e MSC Elisa XIII atracaram no Terminal nos meses de janeiro e fevereiro, respectivamente. Contudo, estes porta-contêineres têm uma capacidade ligeiramente menor que o MSC C. Montaine, pois possuem 48,2 metros de boca, o que as confere a capacidade de carga de 139,7 mil toneladas ou 14.432 TEUs.

"A chegada de navios maiores também beneficia os importadores e exportadores, que ganham maior capacidade de escoar sua produção ou de receber mercadorias, desse modo impulsionando os seus negócios com maior flexibilidade e agilidade", completa Carolina.

A movimentação de contêineres na TCP no primeiro trimestre de 2024 registrou um aumento de 38% frente ao mesmo período de 2023, chegando a 373.522 TEUs, nova máxima histórica do Terminal.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar