Ibovespa
119.137,86 pts
(-0,44%)
Dólar comercial
R$ 5,42
(0,73%)
Dólar turismo
R$ 5,62
(0,82%)
Euro
R$ 5,82
(1,01%)

goFlux lança ferramenta para fornecer crédito de carbono

Ideia é que os embarcadores – que geram emissão de carbono nas suas operações de transportes – possam zerar as respectivas emissões
Por Redação em 24 de junho de 2022 às 11h22

A goFlux anuncia que colocará à disposição do mercado seu produto de crédito de carbono focado exclusivamente para o setor de transporte rodoviário de carga. Segundo a empresa, a ideia é que os embarcadores – que geram emissão de carbono nas suas operações de transportes – possam zerar as respectivas emissões, por meio da aquisição de créditos de carbono diretamente pela plataforma.  

A nova solução da logtech estará disponível a todos os clientes da plataforma, ou seja, para embarcadores e transportadoras. A ferramenta contará com um simulador, no qual possibilitará ao cliente fazer o cálculo da pegada de carbono diretamente lá, ou seja, ele indicará o início e o final do trecho que será feito o transporte da carga.

A plataforma, por meio de uma espécie de calculadora digital, vai mensurar o quanto foi gerado de CO2 do ponto A ao B. Automaticamente sairá o resultado com o quanto é necessário para que faça essa compensação das emissões desse frete.  

Segundo a Head Novos Negócios e Inovação da goFlux, Patricia Gagliardi, a proposta do novo produto é inclusiva, para que toda a cadeia logística seja beneficiada. “Os créditos poderão ser compensados de uma maneira simples e rápida no momento da contratação do frete.”

Além disso, a companhia destaca que o produto será composto por uma cesta constituída de créditos advindos da produção de energia renovável e créditos de florestas. “A nossa expectativa é compensar 25% ao ano, do que está sendo emitido de CO2, dentro da plataforma goFlux”, destaca a Patricia.

A companhia ressalta que o potencial do setor do transporte rodoviário de carga (TRC) é enorme. Isso porque, segundo a Confederação Nacional do Transporte (CNT) operam neste segmento cerca de 266 mil empresas.  

Por sua vez, o número de transportadores autônomos supera os 847 mil. Além disso, há 519 cooperativas de transporte rodoviário de cargas. Como resultado, a frota do setor é de 2,5 milhões de veículos, entre caminhões e implementos rodoviários. Ou seja, 70% a mais do que o registrado há 15 anos.  

“Os números comprovam o tamanho desse mercado e o quanto é importante pensarmos em alternativas de reduzir o impacto das emissões de CO2”, pontua a Head Novos Negócios e Inovação da goFlux.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar