Ibovespa
124.305,57 pts
(-0,34%)
Dólar comercial
R$ 5,17
(0,27%)
Dólar turismo
R$ 5,37
(0,22%)
Euro
R$ 5,61
(0,64%)

RaiaDrogasil aplica caminhões elétricos no abastecimento das farmácias

Inicialmente, são dez veículos fornecidos pela Pontoon, Clean Tech aplicados nos centros de distribuição de Embu, Guarulhos e Ribeirão Preto
Por Redação em 4 de outubro de 2022 às 13h31 (atualizado às 19h59)

A RaiaDrogasil (RD) anuncia que tem atuado para atingir a neutralidade global de carbono, estipulada em sua estratégia de sustentabilidade para 2030. Para cumprir compromisso, uma das metas consiste na redução absolutas das emissões de GEE, e entre os projetos da companhia que auxiliam no seu plano de descarbonização, está a implantação de caminhões elétricos na sua frota para o abastecimento das farmácias.

A princípio, os dez primeiros veículos fornecidos pela Pontoon, Clean Tech  são utilizados nas operações de abastecimento diário das farmácias Droga Raia e Drogasil.

“Essa é uma das frentes do nosso projeto de descarbonização, tendo em vista que em 2021 o transporte entre CDs e farmácias foi responsável por 27% das emissões da RD”, afirma o gerente de Planejamento e Desenvolvimento Logístico da RD, Marcelo Schwed.

Para a implementação do projeto, a RD informa que investiu em infraestrutura elétrica e de TI para os primeiros três centros de distribuição que receberam essa tecnologia – Embu, Guarulhos e Ribeirão Preto, em São Paulo.

A longo prazo o projeto, comunica a companhia, a meta  é atender todos os CDs da rede nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco, Ceará e Goiás. Ao fim do projeto, previsto para dezembro de 2022, a previsão da companhia é que sejam entregues aos CDs da RaiaDrogasil mais dez caminhões elétricos.

Schwed, conta que a companhia já está estudando uma expansão prevista para os anos subsequentes. “Os caminhões elétricos são veículos de baixa emissão de CO2 (dióxido de carbono) e, portanto, auxiliam no processo de descarbonização no transporte de cargas da RD. Ao trocar um caminhão convencional por um elétrico, deixamos de emitir 19,3t de CO2e por caminhão”, ressalta.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar